Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Kremlin comenta palavras de Barack Obama

© Sputnik / Vladimir Vyatkin / Abrir o banco de imagensKremlin, Moscou
Kremlin, Moscou - Sputnik Brasil
Nos siga no
O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, comentando as palavras do líder americano sobre a ausência de ameaças a Moscou da parte da OTAN, disse que, não obstante a retórica de Bruxelas, os fatos mostram, pelo contrário, a aproximação da aliança às fronteiras da Rússia.

Mais cedo, durante a entrevista à CBS, Barack Obama declarou que a OTAN e UE não estão ameaçando a Rússia e que a colaboração com a Europa "forte e unida" corresponderia aos interesses do Kremlin. Obama também frisou que o presidente russo "em geral, vê a OTAN, a UE e a união transatlântica como uma ameaça ao poderio da Rússia".

"No que se refere ao quem representa perigo para quem, há que lembrar as declarações da OTAN, que se têm ouvido continuamente durante os últimos anos de Bruxelas e da parte das autoridades desta organização — estou falando da OTAN — de que é a Rússia que representa perigo para eles. E estas declarações não se limitam apenas a palavras, estamos observando passos concretos de intensificação do potencial militar, e a aproximação deste potencial militar em direção às fronteiras da Rússia. Por isso, neste caso basta apenas constatar os fatos, que são evidentes…" disse Peskov, instado a comentar a declaração de Obama.

Presidente dos EUA Barack Obama - Sputnik Brasil
Barack Obama: 'Vladimir Putin está enganado'
"O presidente (Vladimir Putin) sublinhou várias vezes, em diversas ocasiões, a vontade da Rússia de construir relações mutuamente vantajosas, benéficas e construtivas com os países de todo mundo. Sempre fala isso," acrescentou o porta-voz do presidente russo.

Anteriormente, durante um fórum de discussão da Frente Popular da Rússia, Vladimir Putin disse que ninguém quer a Rússia como jogador independente "que reconhece o seu valor e tem os seus próprios interesses". Segundo ele, Moscou não permitirá a perda da sua soberania nacional. Ao mesmo tempo, o presidente notou que a Rússia está pronta para ter em consideração os interesses dos outros e pronta para um compromisso, mas que espera o mesmo comportamento da parte dos seus parceiros.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала