Cientistas: drogas psicodélicas ajudam a reabilitar criminosos

© AP PhotoUm voluntário participando em uma pesquisa de uso de LSD no campo prisional de trabalho de regime aberto Viejas, Califórnia, 6 de setembro de 1966
Um voluntário participando em uma pesquisa de uso de LSD no campo prisional de trabalho de regime aberto Viejas, Califórnia, 6 de setembro de 1966 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os médicos da Canadá declaram que a legalização de drogas psicodélicas ou, pelo menos, o seu uso durante reabilitação de criminosos-violadores pode ajudar a baixar os níveis de violência doméstica.

Este tipo de violência é uma das razões principais de assassinatos não premeditado em quase todo o mundo e, de acordo com um artigo de médicos canadenses publicado no Journal of Psychopharmacology, a legalização de drogas psicodélicas pode diminuir a frequência de crimes deste tipo entre homens que têm problemas com álcool e autocontrolo.

O líder da equipe de pesquisadores, Zach Walsh, da Universidade da Colômbia britânica em Vancouver (Canadá) disse:

"Embora a nossa pesquisa não seja um teste clínico, ela mostra que, ao contrário da noção fundamental sobre o dano provocado por este tipo de drogas, elas na realidade podem ajudar a minorar os danos à sociedade e à saúde em geral. A violência em relação ao seu parceiro é um dos problemas principais para nós hoje, e os métodos existentes para eliminar estas tendências não funcionam. Por isso achamos que continuar a pesquisa é extremamente importante para nós."

Um membro da equipe de pesquisa trabalhando com o equipamento experimental - Sputnik Brasil
Combate ao câncer é reforçado com uma esponja
Com os seus colegas Walsh tirou estas conclusões surpreendentes relativamente às drogas durante a observação de 300 criminosos em prisões americanas, detidos em resultado de um incidente de violência doméstica ou agressão em relação a outras pessoas.

O monitoramento do seu comportamento foi realizado durante seis anos e tornou-se óbvio que um dos fatores muito importantes na história de reabilitação e ausência de recidivas foi o uso de LSD, uma das mais potentes substâncias alucinogénias conhecidas, além de outras drogas psicodélicas.

Assim, as pessoas que não usaram tal tipo de drogas retornaram à prisão após 5-6 anos em 41% dos casos. Pelo contrário, os ex-prisioneiros que pelo menos uma vez na vida usaram LSD ou outras drogas psicodélicas só se tornaram recidivistas em 26% dos casos, e aqueles que as passaram a usar constantemente – só em 13% dos casos.

O presidente do México, Enrique Peña Nieto. 2 de setembro, 2015 - Sputnik Brasil
Presidente mexicano apoia legalização da maconha
Enquanto isso, os cientistas notam que ainda é difícil apontar uma razão única, ou dizer o que é a razão e o que é a consequência: pode ser que os ex-prisioneiros “reabilitados” tenham tido razões sociais ou psicológicas para usar drogas.

Mesmo assim, não pode ser excluído que tal tipo de drogas, que altera a consciência da pessoa e que a obriga a olhar para o mundo de maneira diferente, possa realmente transformar a mente dos criminosos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала