EUA condenam Irã a pagar US$2 bilhões a vítimas de atentado de 1983

© AP Photo / Darko VojinovicBandeira dos Estados Unidos
Bandeira dos Estados Unidos - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Suprema Corte dos Estados Unidos decidiu nesta quarta-feira (20) que o Irã deve pagar cerca de 2 bilhões de dólares em compensação às famílias dos 241 fuzileiros mortos em um ataque terrorista realizado em 1983, em Beirute, bem como às vítimas de outros atentados que os tribunais norte-americanos ligaram a Teerã, segundo relata a AFP.

Forças de segurança afegãs patrulham território após explosão ao lado do parlamento em Cabul - Sputnik Brasil
Irã: 'EUA usam o terrorismo para ditar a ordem mundial'
Em uma decisão tomada por seis votos contra dois, a Suprema Corte dos EUA decidiu que o Congresso agiu dentro de suas competências quando aprovou uma lei em 2012 que deu às vítimas envolvidas no caso o direito de serem compensadas pelas perdas sofridas com os fundos congelados vinculados ao Banco Central do Irã. A legislação indicava que os ativos do banco dentro dos EUA deveriam ser entregues às famílias das vítimas.

O Banco Central do Irã tentou evitar as ordens judiciais na época, reclamando que o Congresso dos EUA estava se intrometendo em assuntos dos tribunais federais quando aprovou a referida lei.

Mais de 1.300 pessoas podem se beneficiar com a indenização, entre parentes dos fuzileiros cujos quartéis foram bombardeados em Beirute em 1983 e familiares das vítimas do bombardeio às Torres Khobar na Arábia Saudita em 1996, entre outros.


Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала