Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Maduro: EUA estão 'desesperados' por um golpe de Estado na Venezuela

© AFP 2021 / SAUL LOEBCasa Branca à noite
Casa Branca à noite - Sputnik Brasil
Nos siga no
O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse que os EUA estão "desesperados" por um golpe de Estado contra o seu governo e acusou Washington de usar a imprensa norte-americana para pedir uma intervenção estrangeira na Venezuela.

"Que razões têm esse império decadente e imoral para que um dos jornais que sempre tem servido como impulsionador de golpes de Estado hoje apele a uma intervenção na Venezuela?", disse Maduro em cerimônia realizada em Caracas nesta quarta-feira (13). 

Praia na Venezuela - Sputnik Brasil
Venezuela decreta feriados nas sextas-feiras em resposta ao El Niño
Segundo relata a Agência Brasil, o presidente se referia ao editorial publicado na véspera pelo jornal The Washington Post, que insistia na urgência de uma “intervenção política estrangeira” na Venezuela para “preservar a democracia” na região. "A Venezuela precisa desesperadamente de intervenção política dos [países] vizinhos, que têm um mecanismo pronto na Organização dos Estados Americanos [OEA], a Carta Democrática Interamericana – tratado que prevê ação coletiva quando um regime viola as normas constitucionais", escreveu o jornal.

"Condeno e refuto todas as ameaças que se fazem desde Washington contra a Venezuela", afirmou Maduro, acrescentando que as Forças Armadas foram instruídas a analisar e atualizar todos os planos de defesa nacional do país latino-americano, a fim de combater a “conspiração golpista" dirigida pelos EUA.

Ainda segundo Maduro, o presidente norte-americano Barack Obama "revelou as suas verdadeiras intenções" ao pedir a substituição do governo venezuelano.

"Pela primeira vez, um presidente dos EUA, em tempo de revolução, pede publicamente a 'substituição imediata' do governo constitucional e legítimo da Venezuela", observou o líder chavista, conclamando seus concidadãos a "levantar a voz da dignidade e a condenar a ingerência golpista do governo dos EUA em assuntos que dizem respeito só aos venezuelanos".

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала