- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Dep. Maria do Rosário: ‘Brasil tem elites que ainda não se acostumaram com a democracia’

ENTREVISTA COM DEPUTADA MARIA DO ROSÁRIO
Nos siga noTelegram
"Mesmo que a tese da antecipação das eleições presidenciais seja vitoriosa, a postura do Partido dos Trabalhadores não vai mudar”, garante a Deputada Maria do Rosário. “Vamos continuar defendendo que a Presidenta Dilma Rousseff cumpra o seu mandato até o dia 31 de dezembro de 2018”.

Ato pela democracia em São Bernardo do Campo - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Lula lidera pesquisa para presidente do Brasil em 2018
A Deputada Federal Maria do Rosário (PT-RS), em entrevista à Sputnik Brasil, comentou a pesquisa recentemente divulgada e que revela que o ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva teria 21% das intenções de voto contra 19% da ex-Senadora Marina Silva, em relação a uma eventual antecipação da eleição presidencial de 2018 para 2016.

Na semana anterior, o Senador Valdir Raupp (PMDB-RO) propôs no Congresso Nacional a antecipação da eleição, o que provocou imediatas reações e motivou diversas pesquisas. Nas que foram divulgadas até aqui, o cenário de favoritismo é o mesmo: Lula aparece em primeiro lugar nas intenções de voto, seguido por Marina Silva, com uma pequena margem de diferença entre ambos. O terceiro colocado nas pesquisas de intenção de votos é o Senador Aécio Neves (PSDB-MG), presidente nacional do seu partido.

Para a Deputada Maria do Rosário, “essa pesquisa revela a força da liderança popular e social do ex-Presidente Lula”:

“A pesquisa demonstra também que toda essa campanha difamatória, ilegítima e injusta que está ocorrendo contra o próprio ex-Presidente Lula, contra a Presidenta Dilma e, de modo especial, contra a esquerda brasileira, não tem garantido resultados positivos à direita, quando se trata de lembrar-se de uma liderança efetiva para ganhar as eleições e governar o país. De forma que, num cenário como esse, estarmos na ponta de uma pesquisa eleitoral com o ex-Presidente Lula sendo lembrado como aquele com o maior percentual de apoio social – e em uma pesquisa que é feita por institutos insuspeitos, que em geral têm sido condicionados contra a esquerda –, isso demonstra que realmente o ex-Presidente Lula é uma força diferenciada e que estão na memória da população os aspectos positivos de seu governo e a verdade sobre os fatos que ocorrem hoje no Brasil”.

A Deputada Maria do Rosário concorda com a tese de que a posição de Lula no ranking dos presidenciáveis em 2016 pode também significar um apoio à Presidente Dilma Rousseff, “ainda que nós não estejamos pensando de forma alguma em trabalharmos pelo adiantamento das eleições”.

“O que nós queremos”, esclarece a parlamentar petista, “é que a Constituição brasileira seja cumprida, e esse impedimento, esse impeachment que está sendo colocado em curso pelos setores oposicionistas e pela direita brasileira participa hoje de um mesmo movimento contra os setores populares na América Latina, de um modo geral. Um movimento que nós observamos na Venezuela, um movimento que nós observamos no que resultou num golpe no Paraguai. Existem movimentos contra Evo Morales, que tem resistido bravamente na Bolívia, movimentos na Argentina que acabaram por eleger um representante do mais alto conservadorismo. E no Brasil não é diferente, nós estamos enfrentando esses setores, associados ao capital financeiro que não encontra soluções para os problemas econômicos da Europa e dos Estados Unidos e que quer, na verdade, reposicionar a linha de autonomia que o nosso continente definiu desde a vitória de Lula em 2002 no Brasil”.

Sobre o ânimo de Dilma Rousseff, frente a todos os problemas e ameaças que tem enfrentado, a Deputada Maria do Rosário afirma que “a presidente é uma lutadora, ela é uma mulher que foi torturada, que enfrentou uma ditadura, ainda era muito menina, muito jovem, e ali já demonstrou ser uma pessoa com muita fibra”.

“A Presidenta Dilma sabe que o Brasil é um país que possui elites que não se acostumaram com a democracia, que, para garantirem seus interesses, em prazos entre 20 e 30 anos pretendem golpear a democracia, romper a Constituição, e é isso que nós não podemos permitir. Nós não aceitamos retrocesso. E ela, Dilma, é a pessoa que precisa nos liderar em tudo isso. Confiamos que ela esteja fazendo isso, e pode contar com o povo brasileiro".

A Deputada Maria do Rosário considera, finalmente, que o fato de Lula e Marina liderarem a pesquisa de intenção de voto para presidente mostra a força da esquerda no Brasil:

“Mesmo que Marina muitas vezes tenha sido apoiada por setores mais centristas ou mais conservadores, nós devemos considerá-la um quadro nascido também dos meios populares. Penso que Lula e Marina estarem à frente nessa pesquisa significa muito para o Brasil num momento como esse, para a estabilidade e, inclusive, a responsabilidade de ambos, hoje, em contribuírem com a democracia e com o desenvolvimento brasileiro”.

Ainda sobre o ranking dos presidenciáveis de 2016, Sputnik Brasil entrou em contato com o partido Rede Sustentabilidade, da ex-Senadora Marina Silva, e a resposta foi que o partido não quer comentar essa pesquisa e está focado nos assuntos de interesse nacional.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала