Conselho Europeu revela falhas de segurança na UE antes de ataques em Bruxelas

© AP Photo / Virginia MayoThe US and EU flags, top left and right, fly in separate directions at the European Council building in Brussels
The US and EU flags, top left and right, fly in separate directions at the European Council building in Brussels - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Autoridades de segurança de Bélgica e Turquia haviam sido informadas da possibilidade de ataques suicidas por outros países e poderiam ter evitado as tragédias, segundo o jornal grego Kathimerini.

Orphée - Sputnik Brasil
Vítima de Bruxelas: ‘tenho fragmentos de bomba por todo o corpo’ (EXCLUSIVO)
Analistas revelaram falhas no sistema de segurança europeu, revelou um relato do Conselho Europeu. As  informações mostram sérios problemas no processamento de dados e na má vontade de certos países da União Europeia em cooperar.

Segundo o jornal, autoridades belgas e turcas receberem de serviços de inteligência informações sobre ameaças terroristas e, portanto, estavam cientes da possibilidade de ataques suicidas.

O relatório também ressalta que alguns países — Grécia em especial — têm problemas no controle alfandegário e no processamento de impressões digitais.

“Em alguns centros de recepção de refugiados, controles de segurança não foram implementados”, revela o relatório.

Após os ataques, analistas pediram o estabelecimento de ligações entre os bancos de dados de várias agencias de inteligência que contêm informações sobre terroristas e suspeitos, como FRONTEX, Europol e Interpol.

Segundo o relatório, mais de cinco mil europeus se juntaram ao Daesh na Síria e no Iraque, mas o banco de dados da Europol, por exemplo, contém apenas 2.786 nomes.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала