Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Forças sírias iniciam assalto contra cidadela de Palmira

© Sputnik / Mikhail Voskresensky  / Abrir o banco de imagensSoldados do destacamento Falções do Deserto na cidade de Palmira, Síria, 24 de março de 2016
Soldados do destacamento Falções do Deserto na cidade de Palmira, Síria, 24 de março de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga no
Soldados das forças governamentais sírias e do destacamento Falcões do Deserto começaram na sexta-feira (25) de manha o assalto do castelo de Palmira, informou um correspondente da RIA Novosti.

Caça bombardeiro Su-34 - Sputnik Brasil
Aviação russa continua apoiando forças sírias em Palmira
Os soldados consolidaram as suas posições no monte onde fica uma estação base, a 600 km da fortificação. Grupo de frente aproximam-se do castelo de vários lados sob a cobertura de fogo de morteiros. A aviação e artilharia pesada não se usa.

Os franco-atiradores do Daesh operam a partir de cidadela e os militantes disparam contra as posições governamentais em montes.

O combate nas ruas da cidade não se renovou nesta manhã. Os militantes consolidaram-se no edifício do hotel Semiramis. À noite os militantes fizeram uma tentativa de retomar o controle sobre o hotel. Segundo o comandante da milícia, entre os militantes que atacaram o Semiramis houve homens-bomba.

Soldados sírios e agentes do destacamento Falcões do Deserto a 10 km de Palmira, Síria, 23 de março de 2016 - Sputnik Brasil
Sírios lutam contra Daesh em ruas de Palmira
Os militantes da milícia sob o comando do exército sírio iniciaram um assalto contra Palmira. Os grupos de frente conseguiram liberar hotéis da cidade e consolidar-se em edifícios, empurrando terroristas para o centro da cidade. Antes de continuar a ofensiva para o fundo da cidade os militantes decidiram consolidar-se em território já retomado.

O comandante do grupo de assalto da milícia disse à RIA Novosti “uma rápida ofensiva pode ser pouco eficiente à noite porque há receios que os terroristas tenham instalado muitas minas e engenhos explosivos”.

Palmira tem estado sob controle do Daesh desde maio de 2015. O grupo jihadista, o que é ilegal em muitos países, incluindo a Rússia, já destruiu uma parte da cidade antiga, que é Patrimônio Mundial da UNESCO.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала