- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Michel Temer cancela viagem a Portugal

© AFP 2022 / EVARISTO SAMichel Temer durante Convênio Nacional do PMDB, em Brasília, em 12 de março de 2016
Michel Temer durante Convênio Nacional do PMDB, em Brasília, em 12 de março de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A antiga metrópole volta às manchetes e parece começar a desempenhar um papel de destaque na vida brasileira.

A mídia portuguesa adiantou que da terça à quinta-feira da semana que vem, dias 29-31, será celebrado em Lisboa um seminário luso-brasileiro com o seguinte tema: "Constituição e Crise — A Constituição no Contexto das Crises Política e Econômica".

Ex-presidente do Brasil, Luís Inácio Lula da Silva - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
O Terremoto Brasileiro
O evento reunirá personalidades brasileiras como os ministros do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes e Dias Toffoli, os senadores Aécio Neves, José Serra e Jorge Viana.

Do lado português, assistirão o ex-primeiro ministro Pedro Passos Coelho, a conselheira e vice-presidente do Tribunal Constitucional de Portugal Maria Lúcia Amaral e outros nomes.

Citado pelo jornal português Público, o gabinete de Temer diz que o mesmo "deve ir", mas "tudo pode mudar", por causa da turbulência política.

Já o diário brasileiro O Estado de São Paulo informou, alegando a assessoria do vice-presidente, que ele já cancelou a viagem. Segundo o jornal, a razão disso são assuntos da sua sigla política, PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro), da qual ele é o presidente nacional.

Depois, esta informação foi confirmada pela Público. "A gente não está divulgando o motivo" do cancelamento, disse um assessor de imprensa, citado pelo jornal.

​O vice mantém um discurso de coalizão, advogando contra a divisão — tanto do Brasil, como do PMDB.

Temores

O Público destacou o simbolismo da data do encerramento do evento: 31 de março, exatamente 52 anos depois do golpe militar que estabeleceu a ditadura militar no Brasil. O simbolismo pode ser interpretado de várias maneiras, mas a presença de José Serra e Aécio Neves, principais opositores da presidente Dilma Rousseff nas eleições de 2010 e 2014, sugere que a conversa pode tomar um rumo previsível, com enfoque nas declarações de um só lado da política brasileira.

Portugal

Mais cedo neste mês, no dia 21 de março, a Polícia Judiciária (PJ) de Portugal deteve um dos suspeitos da Lava Jato, Raul Schmidt, sócio  de Jorge Luiz Zelada, ex-diretor da Petrobras. A operação foi realizada por pedido da Polícia Federal (PF) do Brasil no âmbito da 25ª fase da investigação, que tem o codinome de "Polimento". É a primeira operação internacional realizada como parte da Lava Jato.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала