Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Venda de armas britânicas para a Arábia Saudita é investigada

© REUTERS / Mohamed al-Sayaghi Moradores fogem de ataques aéreos no Iêmen
Moradores fogem de ataques aéreos no Iêmen - Sputnik Brasil
Nos siga no
A venda de armas britânicas para a Arábia Saudita vai ser alvo de um inquérito parlamentar após surgirem questões sobre o papel do arsenal fabricado na Grã-Bretanha no que diz respeito ao conflito em curso no Iêmen.

Moradores procuram por sobreviventes sob escombros de casas destruídas em ataques aéreos liderados pela Arábia Saudita no Iêmen em 12 de junho de 2015 - Sputnik Brasil
Parlamento Europeu adota resolução pedindo embargo de armas à Arábia Saudita
O poderoso comitê suprapartidário para o controle das exportações de armas, responsável pelo inquérito, também irá analisar as vendas de material bélico britânico para outros países do Golfo.

A comissão irá analisar as despesas, a administração e a política do governo quanto a exportações estratégicas, e especificamente o licenciamento das exportações de armas e de outros bens controlados.

Londres tem sido criticada por vender armas e fornecer apoio militar à coalizão militar liderada pela Arábia Saudita contra os rebeldes xiitas Houthi no Iêmen.

O vice-príncipe herdeiro e ministro da Defesa da Arábia Saudita Mohammad bin Salman - Sputnik Brasil
Príncipes sauditas se articulam contra operações militares do reino no Iêmen e na Síria
O Ministério da Defesa do país europeu afirma que os militares britânicos não participam das operações diretas, mas apenas ajudam a treinar os sauditas e a garantir que eles respeitem o direito internacional.

A comissão parlamentar, que levou meses para ser estabelecida desde a eleição geral, vai tentar estabelecer qual o papel que as armas britânicas estão tendo no conflito iemenita.

O deputado conservador Chris White, que preside o comitê, disse que “a indústria de defesa e segurança é uma das exportadoras mais importantes do Reino Unido”, mas que, “no entanto, é vital que o seu sucesso financeiro não venha a um custo para os interesses estratégicos do país”.

"Lançamos este inquérito para entender o papel que as armas fabricadas no Reino Unido têm no conflito em curso no Iêmen. Os critérios estabelecidos pelo governo para a concessão de licenças de exportação de armas na região foram respeitados, e quais devem ser as consequências se eles não foram?", explicou White.

O parlamentar disse ainda que a comissão também pode avaliar o papel do Departamento para o Desenvolvimento Internacional (DfID) na tarefa de sancionar contratos de armas depois que que se soube que o departamento não foi consultado sobre a venda de armas para a Arábia Saudita.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала