Obama: EUA e Canadá vão trabalhar em conjunto para reduzir fluxo de terroristas

© AFP 2022 / SAUL LOEB / Abrir o banco de imagensO primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, em encontro com o presidente dos EUA, Barack Obama, na Casa Branca
O primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, em encontro com o presidente dos EUA, Barack Obama, na Casa Branca - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os Estados Unidos e o Canadá irão intensificar a cooperação para impedir que combatentes terroristas continuem fazendo suas viagens internacionais, afirmou o presidente norte-americano, Barack Obama, nesta quinta-feira.

Soldados canadenses - Sputnik Brasil
Canadá anuncia envio de caças e soldados à Romênia
"Nós estamos trabalhando em estreita colaboração para prevenir o fluxo de terroristas estrangeiros", disse Obama. "Nós concordamos em compartilhar informações, inclusive as que dizem respeito à nossa lista No Fly (que impede certas pessoas de voarem para ou a partir dos EUA) e à plena implementação do nosso sistema de acesso de entrada". 

O primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, está nos Estados Unidos em visita oficial, algo que não acontecia há 19 anos. A última vez que um chefe de governo do Canadá foi aos EUA se encontrar com o presidente foi em 1997, quando Bill Clinton recebeu o então premier Jean Chrétien. Com um comércio bilateral diário superior a US$ 1 bilhão e fortes laços de amizade, as relações entre os dois países foram marcadas por algumas controvérsias nos últimos meses, depois que Ottawa decidiu suspender sua participação na luta antiterrorista na Síria e no Iraque e que Washington abandonou o projeto do oleoduto Keystone XL.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала