Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Ministro russo: congelamento do nível de produção de petróleo já foi aceito por 15 países

© Sputnik / Viktor Filatov / Abrir o banco de imagensExtração de petróleo em Krasnodar, Rússia
Extração de petróleo em Krasnodar, Rússia - Sputnik Brasil
Nos siga no
O ministro da Energia da Rússia, Aleksandr Novak, declarou nesta terça-feira (1) que, até o momento, mais de 15 países produtores de petróleo já confirmaram publicamente a sua prontidão em congelar as produções em nível registrado no mês de janeiro de 2016.

"Mas, para que essas confirmações públicas se transformem em prática, é preciso se reunir, talvez em nível ministerial" – destacou Novak.

Nas suas palavras, os países que declararam intenção de congelar o nível da produção de petróleo controlam 73% do mercado de petróleo, o que representa uma "massa crítica".

Em 16 de fevereiro, durante um encontro em Doha, Rússia, Arábia Saudita, Qatar e Venezuela concordaram em congelar o volume médio de suas produções de petróleo em nível registrado em janeiro de 2016, para sustentar os preços da commodity nos mercado.

Barris de petróleo - Sputnik Brasil
Mídia: EUA diminuem extração de petróleo e gás
Para que o acordo surta efeito, demais países produtores também precisam aderir à iniciativa. Entre alguns dos países que já aceitaram a proposta estão Equador, Argélia, Nigéria, Omã, Kuwait e Emirados Árabes Unidos.

O Irã também chegou a aderir ao acordo, mas, em seguida, se recusou a cumprir suas determinações. Na opinião de Novak, é possível adotar uma abordagem diferenciada para esse país. Ele destacou, no entanto, que mesmo em caso de sua recusa definitiva, o congelamento das produções dos demais países seria suficiente para tornar a medida eficiente.

Em recente encontro com o presidente russo Vladimir Putin, representantes do setor de petróleo da Rússia também declararam sua prontidão em aderir à proposta. Sendo que no mês passado o país quebrou mais um recorde na produção da commodity – 10,787 milhões de barris diários.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала