Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Medvedev promete não proibir a vodca

© Sputnik / Dmitry Astakhov / Abrir o banco de imagensPrimeiro-ministro russo Dmitry Medvedev
Primeiro-ministro russo Dmitry Medvedev - Sputnik Brasil
Nos siga no
O primeiro-ministro da Rússia, Dmitry Medvedev, declarou que é necessário combater o alcoolismo, mas “não se deve proibir a vodka ou, por exemplo, o filme ‘Ironia do Destino’”, fazendo referência ao famoso filme soviético.

Primeiro-ministro russo Dmitry Medvedev - Sputnik Brasil
Conta de Medvedev no Instagram alcança 2 milhões de seguidores
“Já houve combate à vodca em determinado período. Eu faço referência ao decreto de 16 de maio de 1986. Vocês lembram? As consequências são conhecidas. Enormes filas em lojas, e no final das contas, o mesmo alcoolismo só mudou um pouco de forma, com fabricação de cerveja, e, pior ainda, com vários substitutos como compostos químicos que são prejudiciais à saúde", afirmou Medvedev em um encontro com membro do partido "Rússia Unida" da região de Kaliningrado. 

“Vocês tem razão, é preciso combater não os produtos, mas os costumes. No que diz respeito a filmes, e todo o resto, não é preciso popularizar tal estilo de vida, é melhor mostrar como as pessoas praticam esportes, mostrar famílias normais, mas não precisa chegar ao absurdo, não proibiria o filme ‘Ironia do Destino’”, observou o primeiro-ministro. 

Medvedev lembrou que já houve um ponto de vista que defendia que este filme deveria ser proibido, visto que o protagonista da obra se alcooliza intensivamente e encontra a felicidade. Segundo o primeiro-ministro, “isto não existe na vida, normalmente aquele que se embebeda, só encontra problemas”.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала