Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Kosovo: Manifestantes interrompem sessão no Parlamento com bombas de gás

© REUTERS / Agron Beqiri Opposition politicians release tear gas in parliament to obstruct a session in Pristina, Kosovo February 19, 2016
Opposition politicians release tear gas in parliament to obstruct a session in Pristina, Kosovo February 19, 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga no
Manifestantes da oposição ao governo do Kosovo, protestando contra a candidatura do atual vice-primeiro-ministro Hashem Thaci para a presidência da autoproclamada república, jogaram duas bombas de gás lacrimogêneo dentro do Parlamento na capital de Pristina, segundo relata a imprensa local nesta sexta-feira (19).

​Deputados estavam realizando uma sessão na hora do incidente e a retomaram após uma pausa, de acordo com o canal de televisão RTK, mas não conseguiram votar a maioria das questões na pauta do dia.

O presidente kosovar é eleito pelo parlamento do país. O mandato da atual mandatária, Atifete Jahjaga, expira em 6 de abril, mas a data para a eleição de seu sucessor ainda não foi definida. A oposição exige a renúncia do governo e novas eleições parlamentares, a serem realizadas em março ou abril.

​O atual Executivo da república balcânica foi constituído em dezembro de 2014, seis meses após as eleições daquele ano, graças a um acordo alcançado entre os dois principais partidos do país. Na ocasião, ficou acordado que o então primeiro-ministro Hashem Thaci, do Partido Democrático (KDP), passaria o cargo para Isa Mustafa, líder da Liga Democrática (LDK), assumindo as funções de vice-primeiro-ministro e titular das Relações Exteriores.  

Former US president Bill Clinton waves to thousands of ethnic Albanians, as he stand beside a statue of himself, in Pristina, Kosovo, on Sunday, Nov. 1, 2009 - Sputnik Brasil
‘Era igual para eles reconhecerem Kosovo ou a existência de vida em Marte’
Segundo o pacto alcançado, porém, Thaci seria presidente do Kosovo em 2016, quando expira o mandato de Jahjaga.

O Kosovo, região habitada principalmente por albaneses étnicos, declarou sua independência da Sérvia em fevereiro de 2008, a qual foi reconhecida por mais de cem países, entre eles os EUA e grande parte dos aliados europeus. A Sérvia considera Kosovo como parte de seu território. Rússia, China e Espanha, entre dezenas de outras nações, também não reconhecem a república balcânica como um Estado independente.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала