Exército sírio repele ofensiva da Frente al-Nusra perto das Colinas de Golã

© Sputnik / Valery Melnikov / Abrir o banco de imagensA soldier of the Syrian Arab Army at an observation post at the frontline in the al-Kom village of the Quneitra province in Syria
A soldier of the Syrian Arab Army at an observation post at the frontline in the al-Kom village of the Quneitra province in Syria - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
As tropas do exército sírio repeliram uma série de ataques do grupo terrorista Frente al-Nusra perto das Colinas de Golã na província de Quneitra, no sul do país, neste sábado (30) matando e ferindo muitos militantes, informou a agência iraniana FARS.

Aleksei Pushkov, presidente do Comitê Internacional da Duma de Estado da Rússia - Sputnik Brasil
Parlamentar: 'enquanto a oposição vai ponderando, o Exército de Assad avança no terreno'
Uma unidade de terroristas da Frente al-Nusra tentou capturar a região estratégica de Jaba, assim como as colinas de Bozaq e Korom, mas foi repelida pelas forças governamentais, que tinham informação de antemão sobre os planos do inimigo, escreveu a agência.

Após oito horas de violentos confrontos, o exército sírio forçou os militantes a recuar, eliminando e ferindo dezenas deles. 

Mais cedo neste mês, os militares sírios informaram que estavam engajados em combates pesados com grupos terroristas na área da cidade de Quneitra, no sudoeste da Síria. 

“O lado oriental da aldeia de Mashara, perto da cidade de Quneitra, foi palco de uma operação especial pelo Exército Sírio contra grupos militantes que preferiram recuar depois de deixar para trás grande número de mortos e feridos”, disseram os militares sírios em um comunicado. 

Nos últimos dias, o exército da Síria a as milícias têm feito avanços sucessivos no noroeste do país, expulsando os terroristas de mais territórios.

Soldados do Exército sírio na cidade de Atshan, libertada dos terroristas com apoio da aviação russa. Província de Homs, Síria, 13 de outubro de 2015 - Sputnik Brasil
Exército da Síria causa baixas a terroristas em ofensiva para libertar Deir ez-Zor
Os aviões de combate sírios também alvejaram as posições dos militantes na província de Aleppo nesta semana.

Além dos esforços antiterroristas do exército sírio, em 30 de setembro a Rússia iniciou uma campanha aérea, tendo mais de 50 aviões de combate russos, inclusive Su-24M, Su-25 e Su-34 efetuado ataques de alta precisão contra as posições do Daesh na Síria, após pedido do presidente Bashar Assad.

A Síria está em estado de guerra civil desde 2011. O governo do país luta contra um número de fações de oposição e contra grupos islamistas radicais como o Daesh (também conhecido como “Estado Islâmico”) e a Frente al-Nusra.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала