Palestina: o fracasso moral dos EUA

© AP Photo / Adel HanaManifestantes com bandeiras da Palestina
Manifestantes com bandeiras da Palestina - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Palestina afirma que há uma tensão permanente com os EUA, que continua bloqueando Organização de Libertação da Palestina (OLP) de obter o reconhecimento da União Europeia de Estado palestino.

Segundo o o site What They Say About USA (O que dizem sobre os EUA), Washington tem sido e continua a ser hostil para com a Palestina, o seu povo, e sua causa. Assim, quaisquer medidas que apoiam a Palestina podem ser considerados pelos EUA como um passo hostil contra Israel.

Esta seria a causa, segundo o artigo analítico, para o fato de que os EUA e os seus aliados não envidam quaisquer esforços que possam trazer justiça, direitos políticos, sociais e humanos para os palestinos.

“A atual administração dos EUA usou seu poder para frustrar qualquer tentativa do Conselho de Segurança da ONU preocupada em condenar a violência de Israel e os atos opressivos cometidos contra povo palestino”, escreve o site. 

Em última análise, para os EUA seria, então, mais conveniente que os palestinos aceitassem as atrocidades de Israel, mas como isso não vai acontecer, Washington continua bloqueando quaisquer esforços internacionais para trazer justiça e mudanças na Palestina. 

Bandeiras de Israel e da Palestina - Sputnik Brasil
Palestina: independência em troca de assentamentos judaicos?
A publicação destaca que Israel, por sua vez, nunca vai reconhecer a resistência palestina, continuando a construção de seus assentamentos em territórios ocupados. Enquanto isso, palestinos vivem como reféns enfrentando racismo e hostilidade em sua própria terra. Assim, os EUA usam todos os meios para controlar o conflito entre Israel e Palestina, ficando, naturalmente, do lado israelense.

Tendo em vista que a campanha de boicote contra Israel, liderada pelo Movimento BDS, recebeu uma resposta enorme em todo o mundo por instituições acadêmicas e religiosas, sindicatos e da sociedade civil na Europa e nos Estados Unidos, e a contínua opressão e segregação sofrida pelo povo palestino, a posição norte-americana diante do conflito revela o “fracasso moral” a que se refere o artigo. 

“Esta é uma das maiores falhas nos padrões políticos e morais de Washington. Os duplos padrões da política externa dos EUA são as razões para as catástrofes e para a injustiça que o povo palestino têm de suportar de forma contínua”, frisa o What They Say About USA. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала