Soldado de elite de Israel é condenado por executar camelo por 'diversão'

Nos siga noTelegram
Um soldado da unidade de elite Duvdevan, do exército israelense, foi condenado a quatro meses de prisão em regime fechado por matar um camelo a tiros, segundo informaram as Forças de Defesa de Israel através de um comunicado. Uma filmagem da execução foi publicada no final do ano passado na internet.

Camelo interrompe a reportagem - Sputnik Brasil
Camelo interrompe entrevista
"Um tribunal militar condenou o soldado que matou um camelo de maneira imprópria a quatro meses de prisão militar", afirma a nota, destacando que o criminoso ainda foi rebaixado ao nível de soldado raso. 

De acordo com as autoridades israelenses, o outro soldado que aparece no vídeo, rindo da atrocidade, recebeu uma pena de dois meses de detenção e também foi rebaixado. 

Na filmagem em questão, que dura apenas alguns segundos, os dois militares aparecem dirigindo por uma estrada deserta e atirando em um camelo, que de acordo com a imprensa local, morreria logo em seguida. A divulgação dessas imagens, em dezembro, provocou grande indignação no país. 

"As Forças de Defesa de Israel denunciam as torturas contra os animais. E, nesse caso, o incidente é particularmente grave, dada a utilização de material do exército", acrescentou o comunicado.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала