Tusk: Europa tem dois meses para resolver crise migratória e salvar a UE

© AFP 2022 / EMMANUEL DUNANDDonald Tusk, presidente do Conselho Europeu
Donald Tusk, presidente do Conselho Europeu - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Europa tem até o final de março para controlar a crise migratória que engole o continente, antes que o espaço Schengen entre em colapso, afirmou hoje o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk.

Mãos de crianças curdas sírias em campo de refugiados - Sputnik Brasil
Ministro da Alemanha pede o fechamento das fronteiras do país
"Nós não temos mais do que dois meses para controlar as coisas", disse ele em discurso para os eurodeputados, acrescentando que se a União Europeia não chegar logo a um acordo para conter o fluxo de refugiados, o livre trânsito de pessoas pelo bloco terá que ser interrompido. 

Tentando convencer os líderes do continente a encontrar uma saída comum para a crise, Tusk declarou que a UE corre o sério risco de falhar como projeto político se os países que a compõem não conseguirem trabalhar juntos para controlar suas fronteiras. 

"O Conselho Europeu de março será a data limite para vermos se a estratégia atual funciona. Se não, as consequências serão graves".

Embora o presidente da Comissão Europeia, Jean Claude Juncker, tenha apresentado um plano de cotas para distribuição dos migrantes entre os membros do bloco, alguns governos europeus ainda resistem à ideia, alegando ter o direito de determinar suas próprias políticas de imigração. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала