Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Rússia não quer ser ‘sacrifício ritual’ na campanha eleitoral nos EUA

© AFP 2021 / FREDERIC J BROWNCandidatos à presidência norte-americana do Partido Republicano, Donald Trump e Jeb Bush, debates presidenciais, Califórnia, EUA, 16 de setembro de 2015
Candidatos à presidência norte-americana do Partido Republicano, Donald Trump e Jeb Bush, debates presidenciais, Califórnia, EUA, 16 de setembro de 2015 - Sputnik Brasil
Nos siga no
Moscou está indignada com o fato de que a Rússia serve de “sacrifício ritual” na corrida presidencial norte-americana.

Candidato à presidência norte-americana do partido Republicano, Rand Paul - Sputnik Brasil
Candidato à presidência dos EUA: é impossível derrubar Assad
O candidato à presidência norte-americana do Partido Republicano, Jeb Bush, criticou uma vez mais o seu adversário político, o bilionário Donald Trump, por causa da sua atitude benevolente em relação à Rússia, informa The Hill.

Na opinião de Bush, o presidente russo, Vladimir Putin, aspira a desafiar os EUA de forma global. “Nós [os EUA] perdemos a nossa influência no mundo e Putin, ao contrário, reforça-a. Ele não é nosso aliado”, disse o antigo governador do estado norte-americano de Florida.

O político também chamou o líder russo de “implicante e ditador”, acrescentando que considera uma demonstração de força como a melhor medida de se opor à Rússia no palco internacional.

Donald Trump - Sputnik Brasil
Trump apoia operação aérea russa na Síria
Antes disso, Trump declarou que tem uma atitude positiva em relação a Putin e prometeu melhorar as relações com a Rússia em caso da sua vitória nas eleições presidenciais.

Em resposta às declarações de Trump, Putin, durante a sua entrevista coletiva de 17 de dezembro, disse que Trump é “um homem talentoso“ e “líder absoluto da corrida presidencial” nos EUA.

O porta-voz do presidente russo, Dmitry Peskov, comentou a situação: “Quanto às declarações do candidato à presidência norte-americana, a parte russa tem reiterado que não deseja que o nosso país e as relações bilaterais entre a Rússia e os EUA sejam imoladas na luta pré-eleitoral e usadas como um sacrifício ritual no decorrer de debates pré-eleitorais. Nesta situação, posso somente dizer que lamento”.

Peskov acrescentou que o presidente russo promove os interesses da Federação da Rússia em todo o mundo.

Os eleitores norte-americanos elegerão o seu próximo presidente em 8 de novembro de 2016.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала