Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Erdogan acusa Síria de comprar petróleo do Daesh para desviar a atenção de si mesmo

© REUTERS / Umit BektasRecep Tayyip Erdogan, presidente da Turquia
Recep Tayyip Erdogan, presidente da Turquia - Sputnik Brasil
Nos siga no
O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, acusou Damasco de comprar petróleo do Daesh (Estado Islâmico) para desviar a atenção da mídia sobre sua própria família, segundo disse o vice-chanceler sírio, Faisal Mekdad, em entrevista à Sputnik nesta sexta-feira (18).

No início de dezembro, Erdogan acusou um empresário sírio de ser o maior comprador de petróleo dos terroristas que controlam parte dos territórios da Síria e do Iraque. Além disso, o presidente turco alegou que o petróleo em questão havia sido posteriormente vendido para o regime sírio em Damasco.

"Eles estão distorcendo a figura para deslocar a atenção para longe do próprio Erdogan e de sua família, que trabalhou com o petróleo sírio e iraquiano, vendendo-o no mercado interno turco e em alguns outros países. Estamos prontos para desafiá-lo a fornecer pelo menos uma prova de suas palavras", afirmou o vice-chanceler.

Segundo Mekdad, Damasco tem comprado petróleo de seus aliados, como o Irã.

Recep Tayyip Erdogan, presidente da Turquia - Sputnik Brasil
Filho de Erdogan é ‘ministro do Petróleo do Daesh’?
Moscou tem feito inúmeras denúncias de que a Turquia é o principal agenciador do petróleo ilegal da Síria e do Iraque, acusando Erdogan e sua família de envolvimento direto nos negócios petrolíferos do Daesh, grupo proibido na Rússia.

O Ministério da Defesa russo divulgou imagens de satélite mostrando colunas de centenas de caminhões transportando até 200.000 barris de petróleo ilegal para fora da Síria, nomeadamente, para a Turquia.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала