Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Ucrânia quer cooperar com OTAN na área de defesa

© Sputnik / Stringer / Abrir o banco de imagensSecretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, e o presidente ucraniano Pyotr Poroshenko
Secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, e o presidente ucraniano Pyotr Poroshenko - Sputnik Brasil
Nos siga no
A Ucrânia e a OTAN assinaram um plano de cooperação técnica e na área de defesa, informou na quinta-feira (17) o serviço de imprensa do Conselho de Segurança e Defesa Nacional da Ucrânia.

Veículo de artilharia ucraniano nas proximidades de Donetsk - Sputnik Brasil
Ucrânia prepara ofensiva com tropas e armamentos em Donbass
No âmbito da visita de trabalho à Bélgica o presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko, pretende se encontrar com o comandante das Forças Armadas Unidas da OTAN na Europa, Phillip Breedlove, e secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg.

Segundo o comunicado divulgado pelo serviço de imprensa do Conselho de Segurança e Defesa Nacional da Ucrânia, “durante a visita do presidente da Ucrânia à sede da aliança foi assinado o plano de cooperação técnica e de defesa entre a Ucrânia e a OTAN”.

O Conselho ucraniano destacou que o plano de cooperação visa desenvolver prioridades de fortalecer a cooperação entre a Ucrânia e a OTAN.

O documento indica as ações que são necessárias para fortalecer a cooperação com o objetivo de desenvolver capacidades da Ucrânia na área de armas e equipamento militar e atingir o nível de compatibilidade com asforças da OTAN nesta área e ajudar a Ucrânia a cumprir os requisitos técnicos da aliança.

OTAN - Sputnik Brasil
Rússia, OTAN e Europa: quem aumenta as tensões?
Há que lembrar que em dezembro do ano passado o país se recusou do estatuto de neutralidade agravando as relações com a Rússia. A doutrina militar mais recente da Ucrânia destaca que o país deve assegurar a compatibilidade total das suas Forças Armadas com as dos membros da OTAN até 2020. Entretanto, na opinião de especialistas, a Ucrânia não conseguirá ser candidato à entrada na OTAN nos próximos 20 anos.

Mais cedo, o presidente ucraniano tinha dito que o país conseguiria realizar um referendo sobre adesão à OTAN em 7 anos.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала