Opinião: Novas sanções dos EUA contra a Rússia são pouco prováveis

© Sputnik / Anton Denisov / Abrir o banco de imagensKremlin de Moscou
Kremlin de Moscou - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
É baixa a probabilidade de Washington impor novas sanções contra a Rússia de forma unilateral, sem coordená-las com os parceiros, disse esta terça-feira o presidente da divisão russa da Câmara de Comércio dos EUA, Alexis Rodzianko, em declarações à RIA Novosti.

"É pouco provável que haja uma sanção unilateral <…>, o princípio-chave requer a coordenação com outros países da Europa e da Ásia, estranharia se os EUA fizessem algo de modo unilateral", disse o empresário, após manter conversações com o presidente da Comissão para Assuntos Internacionais do Conselho da Federação (câmara alta do Parlamento) da Rússia, Konstantin Kosachev.

Empregados da BMW na fábrica em Leipzig - Sputnik Brasil
O dinheiro fala mais alto: fabricantes alemães se opõem à extensão das sanções antirrussas
As relações entre a Rússia e o Ocidente se agravaram devido à crise ucraniana, especialmente após a adesão da Crimeia à Rússia.

Os EUA, a União Europeia e outros países ocidentais adotaram vários pacotes de sanções contra cidadãos, empresas e setores inteiros da economia russa, que Moscou respondeu com um embargo à importação de produtos alimentares desses países.

Em resposta à prorrogação das sanções anunciadas pelo Ocidente em junho de 2015, a Rússia também prolongou o seu embargo, mas por um ano, até 05 de agosto de 2016.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала