Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Empresa start-up russa ultrapassa Google

© AP Photo / Mark LennihanTecnologia de reconhecimento facial pode ser usado pela polícia
Tecnologia de reconhecimento facial pode ser usado pela polícia - Sputnik Brasil
Nos siga no
Uma start-up russa, a N-Tech.Lab, que acabou de entrar no mercado, conseguiu ultrapassar o gigante norte-americano Google na área tecnológica de reconhecimento facial.

A N-Tech.Lab venceu o campeonato internacional de reconhecimento facial MegaFace Benchmark, organizado pela Universidade de Washington (universidade pública em Seattle, nos EUA).

O algoritmo criado pelos programadores russos conseguiu ultrapassar mais de 100 soluções apresentadas por outros participantes do concurso, inclusive o programa FaceNet, criada pela multinacional Google.

​A respetiva informação foi divulgada pelo site analítico What They Say About USA (O que dizem sobre os EUA) citando a mídia russa.

Relógios Apple Smart Watch - Sputnik Brasil
Rússia exporta tecnologia do futuro aos EUA
A empresa vencedora russa criou um algoritmo único, baseado na tecnologia da rede neural (soluções baseadas no princípio de funcionamento e organização de redes biológicas neurais semelhantes às das células nervosas dos seres vivos), que permite distinguir um conjunto de traços de uma face humana. 

Os especialistas admitiram que o sistema proposto pelos russos, desenvolvido a partir de uma base de dados de mais de um milhão de fotos, é o mais preciso, porque a precisão atinge 73.3%.

O modelo norte-americano FaceNet ocupou o segundo lugar, e o algoritmo proposto por cientistas chineses da Universidade de Pequim – o terceiro.

​As tecnologias em questão podem ser usadas pela polícia como parte dos sistemas de videovigilância para identificar potenciais suspeitos de crime ou para procurar criminosos da lista de procurados, divulgou o fundador da empresa russa Artem Kukharenko.

Kukharenko divulgou também que a nova tecnologia pode ser popular em postos de alfândega para identificar pessoas que, por quaisquer razões, são proibidas de entrar no país, podendo também ser utilizadas durante eventos culturais e esportivos.

Cabe mencionar mais um fato interessante – o campeonato foi financiado pelas empresas Google e Samsung.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала