Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Alemanha gasta US$ 40 milhões para tratar 'vítimas do ebola' sem ebola

© AP Photo / Abbas DullehMédicos e enfermeiros em missão de combate ao ebola na Libéria, em 30 de janeiro de 2015
Médicos e enfermeiros em missão de combate ao ebola na Libéria, em 30 de janeiro de 2015 - Sputnik Brasil
Nos siga no
As Forças Armadas da Alemanha, Bundeswehr, gastaram 41,8 milhões de dólares na África para, supostamente, cuidar de pessoas com sintomas de ebola. No entanto, em quase cinco meses de missão, nenhum dos pacientes testou positivo para o vírus.

Funcionário do Hospital Regional para Doenças Infecciosas de Kaliningrado pratica medidas de resposta para um possível caso de ebola - Sputnik Brasil
Alemão é hospitalizado com suspeita de contrair o ebola
"É bastante bizarro que o ministério tenha dito ao parlamento, em mais de uma ocasião, que não tinha os números exatos. O que eles querem esconder?", perguntou o deputado Omid Nouripour, do Partido Verde, ao comentar, para o jornal Bild, a tentativa da Defesa alemã de encobrir os custos das operações na África. 

A missão contra o ebola, na Libéria, fez parte de um esforço conjunto da Bundeswehr e da Cruz Vermelha da Alemanha que teve início em novembro de 2014 e terminou em março deste ano. Embora a Libéria tenha sido um dos países mais afetados pelo vírus, com cerca de 5 mil mortes, a missão alemã não registrou um único caso da doença. 

O recente surto do ebola teve origem na Guiné, em dezembro de 2013, se espalhando rapidamente por outros países do continente. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 11 mil pessoas morreram em decorrência da doença. 

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала