Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Moscou e Cairo investigam a maior catástrofe aérea na história russa

© AP Photo / Suliman el-OteifyA foto tirada pelos oficiais do primeiro-ministro mostra uma parte na aeronave caida em Hassana, Egito na sábado, 31 de outubro, 2015
A foto tirada pelos oficiais do primeiro-ministro mostra uma parte na aeronave caida em Hassana, Egito na sábado, 31 de outubro, 2015 - Sputnik Brasil
Nos siga no
Os ministros russos dos Transportes e das Situações de Emergência, bem como o dirigente da agência russa de aviação civil, Rosaviatsia, já chegaram ao lugar do acidente.

O ministro das Situações de Emergência, Vladimir Puchkov, vai dirigir os trabalhos dos socorristas.

Airbus A321 da companhia aérea Kogalymavia - Sputnik Brasil
Falha técnica é a causa mais provável da queda do Airbus russo
As caixas pretas do avião não têm danos significativos, disse o ministro russo dos Transportes, Maxim Sokolov no sábado (31).

"Há pequenos danos técnicos. Mas não houve impacto térmico como os representantes egípcios diziam", disse Sokolov.

O Egito está pronto a ajudar no envio dos corpos para a Rússia, logo que a análise inicial esteja completa, disse o ministro egípcio do Turismo Hisham Zazou aos representantes russos que chegaram ao Cairo.

"Se estão prontos para enviar /os corpos/ para casa, estamos prontos para ajudar", disse ele, citado pela RIA Novosti.

De acordo com o chefe da filial de São Petersburgo do Ministério das Situações de Emergência russo, as informações sobre a entrega dos primeiros corpos das vítimas do acidente aéreo será anunciado no domingo à noite.

No sábado (31) terroristas ligados ao Estado Islâmico reivindicaram a autoria da catástrofe. No entanto, os especialistas têm certeza de que tal versão pode ser excluída.

"Que eu saiba, o Estado Islâmico e os seus grupos afiliados não têm capacidade de derrubar aeronaves voando à altitude em que este avião voava, que era cerca de 10.000 metros", disse o analista de segurança e ex-oficial de contra-terrorismo do Reino Unido Charles Shoebridge ao canal RT.

Quanto às razões das declarações dos terroristas, Shoebridge disse que assim eles "aumentam a sua propaganda e isso também pode ser visto (por eles) como uma punição pelo envolvimento da Rússia contra o Estado islâmico na Síria. Desta forma, se pode esperar que eles queiram tirar vantagem de [uma] oportunidade como esta, independentemente se eles são ou não responsáveis".

No sábado, um avião de passageiros russo Airbus A321, da companhia Kogalymavia, com 217 passageiros e sete tripulantes a bordo, caiu no Egito, sem deixar sobreviventes.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала