Pequim e Washington farão teleconferência sobre invasão no mar do Sul da China

© Foto / Youtube/Youtupe ManiaUSS Destroyer Lassen
USS Destroyer Lassen - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O comandante da Marinha do Exército Popular de Libertação chinês, almirante Wu Shengli, e o chefe de Operações Navais dos EUA, John Richardson, devem realizar nesta quinta-feira (29) uma teleconferência para discutir a tensão provocada pela presença de um navio de guerra norte-americano no mar do Sul da China.

Forças navais da China nas ilhas Spratly - Sputnik Brasil
Pequim chama invasão dos EUA no mar do Sul da China de provocação
Na segunda-feira (26), o contratorpedeiro USS Lassen invadiu águas territoriais se aproximando das ilhas Spratly. O Ministério das Relações Exteriores chinês reagiu dizendo que o fato era uma provocação e aconselhou os EUA a pensar duas vezes antes de suas ações. A chancelaria afirmou, ainda, que “a embarcação ameaçou interesses de soberania e segurança, colocaram pessoas e estabelecimentos em risco e danificaram a paz e a estabilidade local”.

O porta-voz do Ministério, Lu Kang, porém, destacou que a China espera resolver todas as disputas por meio pacífico. Neste sentido, segundo publicou o China Daily, a teleconferência desta quinta-feira deve abrir espaço para uma visita do chefe do Comando do Pacífico dos EUA, Harry Haris, a Pequim, em novembro.

Alguns países mantêm reivindicações territoriais sobre o mar do Sul da China. Os EUA o consideram como de águas internacionais. A região é rica em pesca e minerais e importante rota comercial.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала