Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Parlamento do Iraque pode discutir ajuda russa contra o Estado Islâmico ainda esta semana

© Ministério da Defesa da Rússia / Abrir o banco de imagensAviação russa realiza ataques localizados contra instalações dos terroristas na Síria
Aviação russa realiza ataques localizados contra instalações dos terroristas na Síria - Sputnik Brasil
Nos siga no
O deputado iraquiano Mowaffak Rubaie afirmou nesta terça-feira (27) que o parlamento do país pode começar a discutir a solicitação de fornecimento de ajuda militar à Rússia na luta contra o Estado Islâmico no final desta semana.

“Hoje nós começamos a acumular as assinaturas dos deputados. Podemos chegar ao quórum suficiente e trazer a questão para discussão no final desta semana”, disse Mowaffak Rubaie.

Caças Su-25 da Força Aérea russa durante treinos militares - Sputnik Brasil
Iraque nunca prometeu aos EUA recusar ajuda da Rússia
O parlamentar da coligação Xiita afirmou anteriormente que, se a iniciativa recebesse um apoio majoritário na casa legislativa, o governo seria obrigado a acatar a sua decisão. Na semana passada, a presidente do Conselho da Federação (câmara alta do parlamento russo), Valentina Matvienko, disse que Moscou iria considerar o pedido de Bagdá para fornecer assistência militar na luta contra o terrorismo, tendo em conta os seus interesses e a segurança das nações.

“O Iraque não deu aos EUA qualquer promessa que não pediria à Rússia para conduzir ataques aéreos contra Estado Islâmico”, disse anteriormente o secretário do Comitê de Defesa do parlamento iraquiano, Shahwan Abdallah.

No início deste mês, o primeiro-ministro do Iraque, Haider Abadi, afirmou que gostaria de contar com o apoio da Força Aérea russa nos combates contra as posições do Estado Islâmico no seu país, se os militares russos tivessem sucesso na Síria.

Iraqi Parliament. File photo - Sputnik Brasil
Parlamento do Iraque está prestes a aprovar pedido de ajuda militar à Rússia
Em 30 de setembro, a Rússia lançou ataques aéreos contra alvos pontuais do Estado Islâmico na Síria, seguindo um pedido do presidente sírio, Bashar Assad. O vice-ministro da Defesa russo, Anatoly Antonov, destacou que Bagdá não havia solicitado assistência semelhante até o momento. Rússia e Iraque, juntamente com o Irã e a Síria, criaram o Centro de Informações de Bagdá para coordenar as ações militares contra o grupo extremista.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала