Um dos comandantes do EI foi melhor aluno em campo de treinamento dos EUA na Geórgia

Nos siga noTelegram
Um dos líderes da organização terrorista internacional Estado Islâmico Tarkhan Batirashvili, mais conhecido como Abu Omar al-Shishani ou Omar al-checheno, recebeu treinamento militar sob supervisão de oficiais das Forças Especiais do Exército dos EUA nos anos em que serviu as Forças Armadas da Geórgia, revelou o portal McClatchy.

O Estado Islâmico anunciou ter ocupado a cidade de Marea, onde em abril o grupo explodiu um carro-bomba. - Sputnik Brasil
Rússia pode considerar envio de tropas à Síria se houver pedido de Damasco
A informação foi prestada por um militar georgiano que foi colega de al-Shishani e que preferiu não ter o seu nome revelado. Ele destacou que no período em que os dois serviram juntos o exército ucraniano, entre 2006 e 2010, al-Shishani era a grande "estrela" do seu destacamento, que por sua vez era treinado sob supervisão de militares norte-americanos. O atual comandante do EI teve parfticipação ativa no conflito armado na Ossétia do Sul, onde teria demonstrado "habilidades excepcionais de combate assimétrico".

"Ele passou por um bom treinamento conosco, e os EUA nos ajudaram muito. (…) Na verdade, o único motivo pelo qual ele não foi ao Iraque para lutar ao lado dos norte-americanos era que suas habilidades eram necessárias aqui, na Geórgia" – declarou a McClatchy um ex-oficial militar georgiano, que também preferiu manter o anonimato por preocupação diante da "importante posição ocupada por Tarhan al-Shishani na hirarquia do EI".

O artigo destaca que no final do conflito georgiano-osseta al-Shishani foi preso por 15 meses por posse ilegal de armas, perdendo a partir de então qualquer contato com as forças armadas georgianas. Em 2012, o terrorista pegou um voou da Geórgia para a Síria.

Nascido na Geórgia, Abu Omar al-Shishani é considerado um dos líderes militares mais influentes das forças da oposição síria. Antes de aderir ao EI ele foi líder da Brigada Muhajirun e mais tarde da Jaish al-Muhajireen wal-Ansar.

O ministro das Relações exteriroes da Rússia, Sergei Lavrov, durante o encontro com a vice-presidente da Comissão Europeia, Kristalina Georgieva, em 8 de setembro de 2015 - Sputnik Brasil
Sergei Lavrov: EUA conhecem posições do Estado Islâmico e não as bombardeiam
Segundo relatórios do Departamento de Estado dos EUA, em meados de 2013 al-Shishani foi nomeado comandante do setor norte da Síria pelo Estado Islâmico do Iraque e do Levante. Unidades sob seu comando participaram de grandes ataques contra bases militares sírias em torno de Alepo, incluindo a captura da base aérea de Menagh em agosto de 2013. Além disso, ele já teria dirigiu uma prisão do EI onde eram mantidos reféns estrangeiros e trabalhou no setor financeiro do EI.

De acordo com alguns dados, Abu Omar al-Shishani foi morto em novembro de 2014, o comando de seu grupamento tendo sido transferido para uma outra pessoa.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала