OTAN promete solidariedade com Turquia, mas não fala em ajuda militar contra EI

© East News / East News/Xinhua/PhotoshotJens Stoltenberg
Jens Stoltenberg - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Aliança Atlântica discutiu as ameaças que a Turquia está enfrentando.

Em um comunicado oficial divulgado depois da sessão extraordinária desta terça-feira (28), a OTAN exprimiu condolências aos familiares das vítimas dos atentados na Turquia e declarou que irá apoiar o país na sua luta contra o terrorismo.

Kobane - Sputnik Brasil
“Mortos de Suruc são nossos mortos”, diz chefe de região curda arrasada pelo EI
“Rechaçamos decididamente os ataques terroristas contra a Turquia e exprimimos as nossas condolências ao governo e aos familiares das vítimas de Suruc e de outros atentados contra policiais e militares”, declararam os representantes dos países-membros da Aliança.

Em seu comunicado pessoal, publicado no site da OTAN, o seu secretário-geral, Jens Stoltenberg, acrescentou que o terrorismo não tem justificação e que “nós [a Aliança] mantemos uma solidariedade firme com o povo e o governo da nossa aliada Turquia”.

No entanto, não houve nenhuma decisão sobre uma ajuda militar por parte da Aliança. Stoltenberg assegurou que não houve tal solicitação por parte da Turquia, mas precisou que a OTAN “saúda” o esforço que o país aplica para combater o Estado Islâmico, reconhecido como organização terrorista e proibido em vários países do mundo, inclusive na Rússia.

Fronteira entre Akçakale, na Turquia, e Tel Abyad, na Síria - Sputnik Brasil
Turquia detém mais de mil pessoas em operação antiterrorista
A sessão de hoje foi convocada de urgência após um pedido do presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, que teme que o confronto recentemente iniciado com o Estado Islâmico impossibilite as negociações com os militantes de organizações e partidos da minoria curda, tais como o Partido dos Trabalhadores Curdos (PKK), cujos membros mataram dois policiais na sequência do atentado na cidade de Suruc que se deu na segunda-feira da semana passada (20).

Nesse dia, o centro cultural Amara de Suruc, cidade situada a uns quilômetros da fronteira com a Síria, foi atingido por uma explosão, perpetrada por um jovem membro do Estado Islâmico. Este foi o primeiro atentado que o agrupamento extremista realizou no território da Turquia.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала