Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

FMI pode liberar ajuda para Ucrânia no dia 31, mesmo sem um acordo de Kiev com credores

© Sputnik / Mikhail Kutuzov / Abrir o banco de imagensDólares norte-americanos
Dólares norte-americanos - Sputnik Brasil
Nos siga no
O Fundo Monetário Internacional (FMI) deve considerar a realização do próximo desembolso para a Ucrânia em 31 de julho, apesar de questões não resolvidas nas conversas sobre a reestruturação da dívida do país, disse um porta-voz do Fundo nesta quinta-feira.

Sede do Fundo Monetário Internacional (FMI) - Sputnik Brasil
Duas atitudes diferentes do FMI frente à Grécia e Ucrânia
Funcionários do FMI já deram a aprovação preliminar para uma parcela da ajuda, baseando-se na conclusão de que Kiev irá avançar nas promessas de cortes orçamentários e reformas econômicas. O fato de se marcar uma reunião do conselho do Fundo aponta que a Ucrânia muito provavelmente receberá essa próxima parcela. Além disso, sinaliza aos credores, em negociação com o governo da Ucrânia, que o FMI está confiante de que o governo ucraniano ou chegará a um acordo para obter um alívio da dívida ou avançará com uma moratória nos pagamentos nas próximas semanas. O FMI avalia que o país deve conseguir o equivalente a US$ 15 bilhões em alívio da dívida de seus credores, informou Agência Estado.

Enquanto FMI adota um discurso conciliador com Ucrânia, o mesmo não foi visto durante as verdadeiras batalhas de nervos travadas com a Grécia. O FMI apelou diversas vezes à Ucrânia e aos seus credores para continuarem as negociações sobre a dívida ucraniana, embora a economia da Ucrânia, sacudida pelo conflito em Donbass, esteja numa situação pior do que a economia grega.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала