Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Manifestante é preso por incitar ação armada contra aumento de tarifas na Armênia

© Sputnik / Grant KhachatryanManifestações em Erevan
Manifestações em Erevan - Sputnik Brasil
Nos siga no
A polícia de Erevan, capital da Armênia, deteve um manifestante que pedia a ação armada em meio aos protestos contra o aumento das tarifas de energia elétrica planejado pelo governo.

O manifestante resistiu à prisão, mas foi detido na noite de domingo (28), disse um porta-voz da polícia nesta segunda-feira (29).

O correspondente da Sputnik no local informou nas primeiras horas de hoje que parte dos ativistas começou a deixar o comício e estava voltando para casa, mas que vários milhares de pessoas decidiram permanecer nas ruas, algumas dormindo no chão.

A polícia não estava tomando qualquer ação para dispersar a manifestação, que permanecia pacífica, disse o correspondente da Sputnik. Mais cedo, a polícia de Erevan disse que estava se preparando para usar os meios permitidos pela lei armênia para liberar a Avenida Baghramyan, centro dos protestos, na noite de domingo.

Em 17 de junho, as autoridades do país anunciaram um aumento de 16,7% nas tarifas de energia elétrica residencial, que entraria em vigor em 1º de agosto. Dois dias depois, protestos em massa contra a subida das taxas começaram a eclodir na capital armênia, e os ativistas acabaram bloqueando a Avenida Baghramyan.

Manifestação em Erevan contra o aumento das tarifas de energia na Armênia - Sputnik Brasil
Especialista armênio-brasileiro admite interferência externa em protestos na Armênia
No início da semana passada, milhares de manifestantes tentaram marchar até a residência presidencial em Erevan. A polícia deteve cerca de 240 pessoas e dispersou os manifestantes com canhões d’água. Cerca de 25 pessoas pediram assistência médica.

Na quinta-feira (25), os ativistas rejeitaram o pedido do primeiro-ministro para deixarem a Baghramyan. Eles exigem que as autoridades suspendam a decisão sobre o aumento das tarifas de energia elétrica, iniciem conversações sobre a redução das tarifas com os ativistas e responsabilizem os policiais que usaram a força contra manifestantes e jornalistas durante os protestos.

Manifestantes tomam as ruas de Erevan em protesto contra o aumento das tarifas de energia elétrica - Sputnik Brasil
Opinião: forças de oposição querem repetir o cenário de Kiev na Armênia
O presidente armênio, Serzh Sargsyan, disse no sábado (27) que estava pronto para se encontrar com um grupo de ativistas para discutir uma possível resolução do conflito.

Os manifestantes participarão de um comício nas ruas centrais da cidade e permanecerão na Avenida Baghramyan até o "fim vitorioso", segundo anunciaram os organizadores em comunicado nesta segunda-feira (29).

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала