Cúpula militar chinesa visita EUA durante tensões no mar da China

© AP Photo / Xinhua, Gan JunNavios da marinha chinesa
Navios da marinha chinesa - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A diplomacia certamente será enfatizada durante os seis dias da visita dos altos oficiais chineses aos EUA, mas as tensões permanecem altas no Mar do Sul da China, onde Pequim continua a afirmar que se encontra em meio a disputas territoriais.

O General Fan Changlong, vice-presidente da Comissão Militar Central da China, começou a sua visita nesta segunda (7) em San Diego, quando foi ao porta-aviões USS Ronald Reagan.

Força naval da China - Sputnik Brasil
China está perto de testar o maior navio de guerra da Ásia
Na quinta-feira (9), o general irá se reunir no Pentágono com o Secretário de Defesa norte-americano Ashton Carter, segundo divulgado pela agência de notícias France Presse (AFP).

Carter está entre os altos funcionários dos EUA que criticaram o país asiático por construir ilhas artificiais nas águas sob disputa no Mar do Sul da China, onde países da região têm reivindicações territoriais superpostas.

Carter estava em uma conferência de segurança em Singapura recentemente quando apelou para o fim imediato da reivindicação de territórios por parte dos países da região. O chefe do Pentágono também acusou a China de estar fora de sintonia com as regras internacionais.

"Transformar um rocha subaquática em um campo de pouso simplesmente não é permitido pelos direitos de soberania, não possibilitando ou restringindo o trânsito aéreo ou marítimo", disse Carter em conferência no Instituto Internacional para Estudos Estratégicos.

No início deste mês, o presidente Barack Obama também advertiu Pequim sobre suas táticas, dizendo que disputas territoriais não podem ser resolvidas a "cotoveladas".

Segurança cibernética. - Sputnik Brasil
China diz que acusação dos EUA sobre hackers é irresponsável e contraproducente
A visita do general é parte de um esforço de muito anos para construir um diálogo regular entre as forças armadas americana e chinesa com o intuito de neutralizar potenciais tensões e evitar erros de cálculo, informou a AFP.

O antecessor de Carter, Chuck Hagel, visitou a China no ano passado em uma viagem que foi marcada por tensões, com cada lado apresentando críticas afiadas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала