- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Ministério da Saúde confirma que Brasil vive epidemia de dengue

© Betina Carcuchinski / Fotos PúblicasBrasil tem 745,9 mil casos de dengue até 18 de abril, segundo ministério
Brasil tem 745,9 mil casos de dengue até 18 de abril, segundo ministério - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Pela primeira vez o Ministério da Saúde afirmou que o Brasil vive uma epidemia de dengue. Segundo o Ministro Arthur Chioro, a quantidade de casos registrados no país é avaliada como epidêmica pelos padrões OMS – Organização Mundial de Saúde. A epidemia é mais grave nos Estados de São Paulo, Goiás e Acre.

No início de maio, o Ministério da Saúde tinha negado o estado de epidemia no Brasil, dizendo que o país enfrentava apenas uma situação de elevação no total de casos, como resultado da crise hídrica e do desarmamento de ações de combate à doença por parte da sociedade.

Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue e da chikungunya - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Ministério da Saúde registra mais de 460 mil casos de dengue no Brasil
Até o dia 18 de abril (último registro oficial), o Brasil teve 745,9 mil casos de dengue, índice considerado como epidemia pela OMS. A Organização classifica como epidemia a classificação mínima de 300 casos por 100 mil habitantes. O número atual é 234,2% maior em relação ao mesmo período do ano passado, e 48,6% menor em comparação com 2013, quando na mesma época foram notificadas 1,4 milhão de ocorrências da doença.

Quanto às mortes provocadas pela dengue, nas 15 primeiras semanas de 2015 foram confirmados 229 óbitos, um aumento de 44,9% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados 158 óbitos. Em comparação com 2013, quando houve 379 óbitos, há uma queda de 39,6%.

Das mortes registradas em 2015, 169 foram no Estado de São Paulo – é o maior número. Goiás vem em seguida, com 15, e depois Paraná e Minas Gerais, com 8 cada.

O Ministério da Saúde também admitiu a circulação do zika vírus no Brasil. Arthur Chioro informou que são 16 casos confirmados, 8 no Rio Grande do Norte e 8 na Bahia.

O zika é uma doença viral, que passa sozinha, em geral após 7 dias. Ela se caracteriza por febre, dores musculares, manchas vermelhas no corpo, inchaço nas extremidades e dor atrás dos olhos, que também podem ficar vermelhos. A transmissão se dá por meio da picada do mosquito Aedes Aegypti, o mesmo da dengue, e há um período de incubação de cerca de quatro dias. O zika vírus foi isolado pela primeira vez em 1947, a partir de amostras em macacos na floresta Zika, em Uganda. O tratamento é baseado no uso de paracetamol para febre e dor. Não há registros de óbitos causados pela doença. Também não há vacinas contra ela. As medidas de prevenção são semelhantes às da dengue e da chicungunha.

Segundo o Ministro da Saúde, apesar da entrada do zika vírus no Brasil e de haver 1.200 suspeitas da doença sendo investigadas no Nordeste, o ministro diz não haver motivo para preocupação, pois a doença é benigna, tem cura, a febre é baixa, e o maior incômodo é o prurido, além das manchas vermelhas, não sendo quase necessário que os pacientes tenham atendimento médico ou internação. A preocupação mesmo é com a dengue, porque a dengue mata.


Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала