Iêmen quer romper relações diplomáticas com Irã

Nos siga noTelegram
O Iêmen pode romper relações diplomáticas com o Irã, declarou o canal de TV do Qatar Al-Jazeera citando o ministro das Relações Exteriores do Iêmen, Riad Yasin.

Ao mesmo tempo o Irã enviou uma queixa ao Conselho de Segurança da ONU informando que a Arábia Saudita impede o fornecimento da ajuda humanitária iraniana ao Iêmen.

O Irã não planeja deixar a sua missão humanitária para o Iêmen, declarou à emissora Sputnik Persian o cientista político Hossein Ruivaran, ex redator-chefe da emissora estatal iraniana em Beirute:

“O Irã nunca vai recuar da sua missão humanitária e continuará ajudando o Iêmen. O Irã acredita que é o seu dever, esta missão é sancionada pelo direito internacional <…>

Situação no Iêmen - Sputnik Brasil
Iêmen rejeita ajuda do Irã e considera ataque contra Arábia Saudita
Infelizmente, há aqueles que afirmam que sob o pretexto da suposta carga de organizações humanitárias internacionais, o Irã fornece armas aos houthis. Tais declarações são infundadas e não têm sentido.

No que diz respeito ao assim chamado governo iemenita no exílio, o Irã não reconhece a sua legitimidade. Abed Rabbo Mansour Hadi foi eleito à presidência do pais para dois anos, e depois o seu prazo do cargo foi prorrogado para mais um ano, e em 16 de fevereiro ele se demitiu. O período da presidência de Hadi, assim, terminou, ele não tem o direito do ponto de vista legal para dirigir o governo. Assim, o Irã não lhe reconhece como o presidente atual.

US President Barack Obama - Sputnik Brasil
Obama manterá sanções contra quem “ameaça a estabilidade” no Iêmen
É claro que a situação política no Iêmen agora é muito instável, mas o tal chamado governo iemenita no exílio (chefiado por Hadi) não pode representar os interesses do povo.

O governo que pede o seu rival realizar ataques aéreos contra o seu próprio povo e destruir o país não é o governo adequado, é a tal chamada quinta coluna, que não pode falar em nome do povo iemenita.

Por isso, o Irã não reconhece a importância da posição e das decisões deste governo, simplesmente não o reconhece.”

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала