Hollande frustra pedidos de Poroshenko

© REUTERS / Philippe WojazerFrançois Hollande e Pyotr Poroshenko durante encontro em Paris, em 22 de abril de 2015
François Hollande e Pyotr Poroshenko durante encontro em Paris, em 22 de abril de 2015 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os presidentes da França, François Hollande, e da Ucrânia, Pyotr Poroshenko, discutiram nesta quarta-feira, em Paris, o cumprimento dos acordos de Minsk, o regime sem vistos com a UE e a possibilidade do envio de tropas de paz para a região de Donbass.

Durante a breve visita oficial de Poroshenko à França também foram discutidas questões de cooperação entre Kiev e Paris em diversas áreas. Ao fim do encontro, foi assinada uma declaração sobre a cooperação na área de ecologia.

Logo após a cerimônia, François Hollande fez uma série de declarações sobre os resultados das negociações com o líder ucraniano. Nas palavras do presidente francês, a questão do envio de tropas de paz para a Ucrânia está em suspenso, já que encontra-se sob administração do Conselho de Segurança da ONU.

Presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko - Sputnik Brasil
Poroshenko alerta para possíveis cenários em Donbass após 9 de maio
“A França irá agira de acordo com a decisão do Conselho de Segurança. Esta decisão, no entanto, ainda não foi tomada e não tem previsão para acontecer. Atualmente, existem os acordos de Minsk, que pressupõem um controle da situação através da missão da OSCE” — disse Hollande.

Poroshenko, por sua vez, frisou em Paris que após 9 de maio poderão ocorrer diversos cenários em Donbass que exigirão a presença de forças de paz para impedir que a região se afaste da paz e estabilidade.

Presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko - Sputnik Brasil
Poroshenko pede a aceleração do acordo de associação da Ucrânia à UE
O presidente francês comentou igualmente o tema do regime sem vistos com a União Europeia, solicitado por Poroshenko. Nas palavras de Hollande, Bruxelas talvez até gostaria de permitir a entrada de ucraniano sem visto para o território da Europa, mas por enquanto isso não faz possível pela ameaça à segurança. O presidente destacou que os países da Europa temem “o crime organizado na Ucrânia”.

Ainda nesta quarta-feira, Poroshenko se reuniu com o chefe da Assembleia Nacional da França Claude Bartolonom, a quem pediu a aceleração da ratificação do Acordo de Associação entre a Ucrânia e a UE".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала