Economista francês defende entrega de porta-helicópteros Mistral à Rússia

© AFP 2022 / EAN-SEBASTIEN EVRARDSevastopol e Vladivostok, os dois navios da classe Mistral encomendados pela Rússia
Sevastopol e Vladivostok, os dois navios da classe Mistral encomendados pela Rússia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O diretor do Centro Francês de Estudos de Modos de Industrialização, economista Jacques Sapir, afirmou que a França deve fornecer o porta-helicóptero Mistral à Rússia porque não ameaçam a União Europeia e poderia contribuir para a integração do país euroasiático em missões humanitárias internacionais.

Navios tipo Mistral - Sputnik Brasil
Rússia questiona chances de receber porta-helicópteros Mistral
"Estes dois navios não só representam não ameaça para os países europeus, como poderia ajudar a Marinha russa a se juntar a missões humanitárias ou a operações contra a pirataria sob a autoridade da ONU", portanto, "seria de interesse político e econômico para a França e (…) a Europa fornecê-los", disse ele à Sputnik, comentando sobre as declarações do presidente russo, Vladimir Putin, durante a sua Linha Direta anual com os cidadãos, na quinta-feira (16).

Quanto ao contrato com a França, o presidente russo disse que renunciar a um contrato é um mau sinal, mas que a Rússia acredita que o governo e os franceses, em geral, são pessoas decentes e o dinheiro será devolvido. Ele negou que a Rússia exige compensações por danos ou multa. Segundo Sapir, esta declaração de Putin "está cheia de bom senso" e "indo na direção do apaziguamento".

O contrato para € 1,2 bilhões por dois navios Mistral para Moscou foi assinado em 2011 pela empresa francesa DCNS e a corporação russa Rosoboronexport. O presidente francês, François Hollande, suspendeu a entrega do primeiro dos dois navios, o Vladivostok, inicialmente prevista para 14 de novembro, após a escalada da tensão na Ucrânia.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала