Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Mais cinco países aderiram ao AIIB

© Sputnik / Aleksandr Demyanchuk / Abrir o banco de imagensYuan chinês
Yuan chinês - Sputnik Brasil
Nos siga no
O Ministério das Finanças chinês declarou que mais cinco países anunciaram sua adesão ao Banco Asiático de investimentos em Infraestrutura (AIIB, na sigla em inglês) em 12 de abril – a Holanda, o Brasil, a Finlândia, a Geórgia e a Dinamarca.

Especialistas consideram o AIIB como um potencial concorrente ao FMI, com sede nos EUA, e ao Banco Mundial.

Rússia participará do capital do Asian Infrastructure Investiment Bank (AIIB), o banco de desenvolvimento criado pela China - Sputnik Brasil
Alemanha diz que decisão de integrar AIIB não afeta relações com os EUA
O secretário do Tesouro norte-americano, Jack Lew, advertiu que o Banco Mundial e o FMI enfrentam a ameaça de perder a confiança. Enquanto isso, o diretor do FMI, Christine Lagarde, durante a sua visita à  China, disse que o FMI e o Banco Mundial estão prontos para cooperar com o AIIB.

A China, por seu turno, já tem dito repetidamente que o AIIB irá complementar as instituições financeiras multilaterais internacionais existentes.

O Banco Asiático de investimentos em Infraestrutura foi criado em 2014 por iniciativa da China. Em outubro do ano passado,  21 países assinaram o acordo sobre o financiamento do banco. A sede do banco, que se destina a financiar projetos de infraestrutura na região Ásia-Pacífico, será localizado em Pequim. O capital autorizado será de US$ 100 bilhões.

De acordo com relatos da mídia, um total de 52 países, incluindo a Rússia, apresentaram pedidos de adesão ao banco com direitos de fundadores antes do prazo-limite (31 de março).
Segundo o Ministério das Finanças chinês, agora o número de Estados-fundadores atingiu 46.

Shinzo Abe e Xi Jinping - Sputnik Brasil
A dura escolha do Japão
Os Estados Unidos e o Japão se abstiveram de integrar a nova instituição financeira. No entanto, recentemente se tornou público que o Japão ainda pode se integrar no AIIB, em junho de 2015.
A mídia informou que a China rejeitou um pedido da Coreia do Norte, mas o Ministério das Relações Exteriores da China não confirmou esta informação, dizendo que "não possui informações relevantes."

A lista final de países que aderiram ao AIIB será anunciada em 15 de abril.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала