Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Arábia Saudita se prepara para possível intervenção no Iêmen

Nos siga no
A Arábia Saudita posicionou equipamentos militares e artilharia próximos à fronteira com o Iêmen, indicando uma intervenção militar iminente. Uma autorização formal para a invasão pode ser dada na quinta-feira pela Liga Árabe.

Com a escalada do conflito no Iêmen, oficiais americanos afirmam que a Arábia Saudita pode estar preparando ataques aéreos para defender o presidente do Iêmen, Abd-Rabbu Mansour Hadi, contra rebeldes houthis.

Um oficial dos EUA, falando em condição de anonimato, disse à agência Reuters que Washington havia obtido a informação sobre a mobilização de armas sauditas, mas negou-se a fornecer detalhes sobre a localização ou o tamanho exato da força que será colocada em ação.

Seguidores do movimento Houthi em manifestação de repúdio à interferência estrangeira nos assuntos internos do Iêmen em Sanaa - Sputnik Brasil
Ministro de Relações Exteriores do Iêmen pede intervenção contra rebeldes
Outro oficial americano afirmou que o movimento saudita era "significativo" e disse que a Arábia pode estar preparando ataques aéreos para defender o presidente Hadi em seu refúgio em Aden, para onde foi de avião em fevereiro. Os rebeldes houthis continuam avançando rumo ao sul do país.

A tensão vem aumentando no Iêmen desde que os houthis capturaram a capital do país, Sanaa, em setembro do ano passado, ao ponto de quase ser instalada uma guerra civil no país.

Na última terça-feira, Hadi pediu ao Conselho de Segurança da ONU que autorizasse "países dispostos a ajudar o Iêmen a fornecer apoio imediato à autoridade legítima, e em qualquer meio necessário para proteger o país e deter o avanço houthi".

Seguidores do movimento Houthi em manifestação de repúdio à interferência estrangeira nos assuntos internos do Iêmen em Sanaa - Sputnik Brasil
Iêmen: à beira da guerra civil?
O ministro de Relações Exteriores da Arábia Saudita, Saud Al-Faisal, criticou a "agressão" dos rebeldes houthis e disse que as nações do Golfo tomarão as "medidas necessárias" para dar uma resposta. Ele afirmou ainda que "estamos preparados para aceitar os pedidos do presidente Hadi pelo bem do povo do Iêmen e de sua estabilidade".

A Liga Árabe, que irá se reunir em Sharm El-Sheikh no Egito, nesta quinta-feira, discutirá a crise no Iêmen e o pedido de intervenção feito por Hadi.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала