Figo defende 48 seleções na Copa do Mundo

© East News / AP/FOTOLINKLuís Figo
Luís Figo - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O ex-atacante português Luís Figo apresentou sua candidatura à presidência da FIFA na quinta-feira, 19 de fevereiro, no estádio Wembley, em Londres, com propostas que repercutiram amplamente na imprensa internacional.

Ele afirmou que gostaria de aumentar o número de países participantes da Copa do Mundo de 32 para 40 ou 48 seleções, o que, segundo o ex-jogador, alongaria a competição por apenas mais quatro dias.

Outra proposta defendida por Figo foi a divisão de 50% da receita da FIFA entre todas as federações vinculadas à entidade internacional, o representaria um total de US$ 2,5 bilhões. O português também defendeu o aumento do percentual gasto no desenvolvimento do futebol de base.

Na quarta-feira, 18 de fevereiro, Figo recebeu um apoio importante na disputa pela presidência da FIFA. O seu ex-companheiro no Real Madrid David Beckham afirmou que recebe de braços abertos a candidatura do português. O ex-jogador inglês disse que o futebol precisa de gente capacitada, apaixonada e que priorize os torcedores.

As eleições na FIFA acontecerão no dia 29 de maio. Além de Luís Figo, estão concorrendo o atual presidente da entidade, Joseph Blatter; o vice-presidente e príncipe da Jordânia, Ali Bin al-Hussein; e o presidente da Federação Holandesa de Futebol, Michael van Praag.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала