Rússia: decisão da UE de expandir sanções terá resposta adequada

© Sputnik / Aleksandr Vilf / Abrir o banco de imagensMinistério das Relações Exteriores da Rússia
Ministério das Relações Exteriores da Rússia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A expansão da lista de sanções da União Europeia não beneficia a oportunidade de encontrar uma solução para o conflito ucraniano, a Rússia irá responder de forma adequada, afirmaram na segunda-feira no Ministério das Relações Exteriores.

De acordo com o ministério, as novas sanções da UE são absurdas e contrárias ao senso comum.

"Uma coisa é clara — essas decisões, que serão seguidas de uma resposta adequada, são contrárias ao senso comum e não contribuem para encontrar uma solução do conflito ucraniano", disseram no ministério.

Bandeiras da Rússia e União Europeia - Sputnik Brasil
UE publica nova lista de sanções contra a Rússia
O Ministério das Relações Exteriores russo fez saber que "tais decisões são particularmente absurdas no pano de fundo das negociações em Minsk em 12 de fevereiro", onde participaram os líderes dos principais países da UE. Parece que Bruxelas e as capitais dos estados membros da UE já não controlam o processo de adoção de sanções ou querem criar uma falsa impressão de que essas medidas afetam a Rússia, se diz no comunicado da chancelaria.

UE publicou a nova lista de sanções contra pessoas que, segundo a União Europeia, são culpadas de desestabilização da situação na Ucrânia.

Na lista foram incluídas 19 pessoas, inclusive o vice-chefe do exército da República Popular de Donetsk Eduard Basurin, o cantor e deputado russo Iosif Kobzon e outro deputado russo, Valery Rashkin.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала