A Fiel Canarinho se diverte na Praça Vermelha, em Moscou.

Eliminados da Copa, brasileiros resolvem 'turistar' na Rússia

© Foto: Fiel Canarinho/Reprodução/Instagram
Copa do Mundo 2018
URL curta
460

Após a eliminação da Seleção diante da Bélgica nas quartas de final da Copa, brasileiros adaptaram o seu roteiro para atrações culturais e turísticas na Rússia. Como a confiança no hexacampeonato era grande, diversos torcedores só compraram a passagem de volta para depois da final do Mundial no próximo domingo (15). O que fazer? Turistar.

Esse é o caso de Ricardo Maritan, idealizador do projeto Fiel Canarinho, que só deixa o país no dia 18 e contou, em entrevista à Sputnik Brasil, que agora vai dividir as suas atenções com o turismo.

“Infelizmente a Copa acabou de forma precoce para a Seleção Brasileira e eu tive que mudar a minha programação. Agora vou focar mais em turismo, descansar, passear e talvez vá a final”, ressaltou o corintiano, enquanto curtia uma praia em Sochi.

Em seu terceiro Mundial, Maritan ficou impactado com a organização da Rússia e defende que o FAN ID, documento de identificação pessoal do torcedor, desenvolvido pela Federação Russa especialmente para a Copa do Mundo, seja usado nas próximas edições. “A estrutura da Rússia é muito boa e o que chama mais atenção é a sensação se segurança. Não vi roubo, assalto ou qualquer coisa do gênero”, completou.

A receptividade dos russos foi outro ponto destacado pelo brasileiro que destacou a solicitude da população com os visitantes. Apesar de ainda não ter comido o típico arroz com feijão brasileiro, o torcedor elogiou a comida russa e disse ter comido bastante carne de cordeiro, pouco consumida no Brasil, mas muito utilizada na culinária russa.

Ainda triste com a eliminação da Seleção Brasileira, o torcedor corintiano afirma que o time jogou melhor que a Bélgica e reclama de os lances duvidosos não marcados pelo juiz.

“É uma pena essa eliminação, mas em um contesto geral eu acredito que o Brasil jogou bem melhor e merecia ter se classificado. Inclusive em virtude dos três pênaltis que a torcida tem reclamado bastante. Um foi claríssimo em cima do Gabriel Jesus e os outros, no mínimo, duvidosos. Não é choro de perdedor, mas, tendo o arbitro de vídeo, o juiz deveria ter solicitado o seu auxílio”, reclama Maritan, que aposta em uma final entre França e Inglaterra.

Apesar da eliminação, o torcedor acredita que a seleção está no caminho certo, relembrando que essa foi a primeira derrota do técnico Tite em jogos oficiais, e se diz otimista para hexacampeonato do 2022 no Qatar.

A Fiel Canarinho já se prepara para acompanhar e torcer pela Seleção Brasileira na Copa América do ano que vem, sediado no Brasil, e no Mundial do Qatar em 2022, na luta pelo hexacampeonato.

Tags:
Copa do Mundo 2018, Copa do Mundo de 2022, copa américa, Fiel Canarinho, Seleção Brasileira, Sputnik Brasil, Ricardo Maritan, Gabriel Jesus, Tite, Qatar, Sochi, Inglaterra, Bélgica, Rússia, Brasil
Padrões da comunidadeDiscussão
Comentar no FacebookComentar na Sputnik