Arkadiusz Milik, Salif Sané e Robert Lewandowski durante o jogo entre Senegal e Polônia no estádio Spartak, em Moscou

Zebra passeia pelos gramados no sexto dia de Copa na Rússia

© Sputnik / Anton Denisov
Notícias sobre a Copa do Mundo 2018
URL curta
0 30

O sexto dia de disputas na Copa do Mundo FIFA 2018 foi marcado por duas zebras e mais uma vitória impressionante da seleção anfitriã. Após vencer o Egito por 3 a 1, a Rússia praticamente já garantiu uma vaga nas oitavas de final do torneio.

No primeiro confronto desta terça-feira, em Saransk, os guerreiros japoneses lutaram muito e fizeram por merecer a vitória sobre a boa equipe da Colômbia, que era favorita, se aproveitando principalmente da vantagem numérica após a expulsão relâmpago de Carlos Sánchez. Com menos de três minutos de jogo, o volante colombiano resolveu usar o braço, dentro da área, para cortar um chute japonês, o que levou a um cartão vermelho e pênalti para os adversários. 

A cobrança foi convertida por Kagawa, aos cinco minutos. Apesar do domínio do Japão, a Colômbia conseguiu pressionar e marcar, aos 38 minutos, com Quintero, batendo falta. Dada a situação da partida, o empate seria como uma vitória para os colombianos, mas, aos 27 do segundo tempo, Osako ampliou para os japoneses, com um gol de cabeça após cobrança de escanteio. 

Esse resultado deixou o Japão na liderança do grupo H, junto com o Senegal, que também venceu por 2 a 1 e será o adversário dos japoneses na segunda rodada, no dia 24, em Ekaterinburgo. No mesmo dia, a Colômbia enfrentará a Polônia em Kazan.

A segunda partida do dia também colocou frente a frente equipes do grupo H. Senegal e a favorita Polônia fizeram um jogo cheio de erros no estádio Spartak, em Moscou. O gol contra do brasileiro naturalizado Thiago Cionek, no final do primeiro tempo, e o gol do polonês Grzegorz Krychowiak aos 40 minutos do segundo tempo acabaram sendo ofuscados por um lance para lá de polêmico, que praticamente decretou a vitória dos africanos. Aos 15 minutos da etapa final, M'Baye Niang, que estava voltando a campo depois de sair para atendimento médico, aproveitou sua posição privilegiada para surgir de surpresa diante do goleiro Szczesny após um recuo errado de Krychowiak e marcar o segundo de Senegal.  

Após o revés colombiano, a derrota polonesa também por 2 a 1 acabou sendo a segunda zebra do dia, que terminaria com um duelo que tinha tudo para ser bastante equilibrado, entre Rússia e Egito. Mas não foi. 

Empolgada com a goleada na estreia sobre a Arábia Saudita, a seleção russa demonstrou mais uma vez, desde o início, que seu único interesse na partida de hoje, em São Petersburgo, era a vitória. Apesar da vontade maior dos russos, o primeiro tempo do confronto acabou sendo, de fato, equilibrado. Entretanto, tudo mudou logo no início da segunda etapa, quando os anfitriões abriram o placar graças a um gol contra de Ahmed Fathy, com menos de dois minutos. O primeiro gol aumentou o apetite dos comandados de Stanislav Cherchesov, que foram de vez para cima e conseguiram ampliar com Cheryshev e Dzyuba, aproveitando duas assistências do brasileiro Mário Fernandes. Antes do apito final, os egípcios diminuíram, de pênalti, com o astro Mohamed Salah, mas não foi o suficiente para empurrar o time. 

Com 100% de aproveitamento e saldo de 7 gols após dois jogos, a Rússia vai confiante para o duelo contra o Uruguai, em Samara, no próximo dia 25, praticamente já garantida na próxima fase do Mundial. Antes disso, aguarda o resultado do jogo de amanhã, entre a Celeste e a Arábia Saudita, em Rostov-no-Don. 

Mais:

'Elas na Copa': Grupo de brasileiras cruza o mundo para ver Seleção de perto na Rússia
Líder da Chechênia ironiza alerta de viagem dos EUA a cidadãos que viajam para a Copa
Torcida deixa frustrações de lado para empurrar o Brasil na Copa do Mundo
México supera Alemanha em 1ª derrota europeia na Copa da Rússia
Tags:
futebol, Copa do Mundo, FIFA, Senegal, Colômbia, Polônia, Egito, Japão, Rússia
Padrões da comunidadeDiscussão
Comentar no FacebookComentar na Sputnik