Fã argentino põe cachecol na mascote da Copa 2018, o lobo Zabivaka, em Moscou

Goldman Sachs faz previsão sobre quem vai ganhar a Copa: uma equipe sul-americana?

© AP Photo/ Dmitry Lovetsky
Notícias sobre a Copa do Mundo 2018
URL curta
946

Várias entidades financeiras fizeram previsões com base em diferentes análises macroeconômicas de cada um dos países que participam da Copa 2018, combinadas com avaliações futebolísticas.

O banco de investimentos norte-americano Goldman Sachs se juntou à febre do Mundial e lançou suas próprias previsões.

Os seus prognósticos foram divulgados no relatório World Cup and Economics (A Copa do Mundo e a Economia), publicado pela sexta vez. Trata-se de um texto em que as avaliações de futebol combinam variáveis de análise macroeconômica de cada um dos países cujas seleções participam do Mundial.

Segundo o documento, o Brasil será o grande ganhador, e levantará a taça pela sexta vez depois dos triunfos em 1958, 1962, 1970, 1994 e 2002. O gigante latino-americano, segundo o banco, disputará a final com a Alemanha, prevista para 15 de julho.

"O Brasil se classificou facilmente para a Copa 2018 e atualmente ocupa o segundo lugar no ranking mundial da FIFA", disse o Goldman Sachs, assegurando que esses são fatores que o tornam favorito. Além disso, a sua economia está em situação melhor do que em 2014, quando o país sediou o torneio.

O Goldman Sachs já antes tinha predito que o Brasil ganharia os mundiais na África do Sul em 2010 e no Brasil em 2014, o que não veio a acontecer.

De acordo com o documento, as seleções que superarão a fase de grupos serão as latino-americanas Brasil, México, Argentina, Uruguai e Colômbia, junto com a Alemanha, França, Portugal, Bélgica, Espanha, Reino Unido, Islândia, Polônia, Arábia Saudita, Austrália e Suíça.

Nessa fase permanecem a Rússia, Egito, Marrocos, Irã, Peru, Dinamarca, Croácia, Nigéria, Costa Rica, Sérvia, Suécia, Coreia do Sul, Panamá, Tunísia, Senegal e Japão.

Nas oitavas de final serão eliminadas da Copa as equipes latino-americanas do Uruguai, México e Colômbia, bem como a Islândia, Polônia, Arábia Saudita, Austrália e Suíça.

Nas quartas de final se encontrarão a França com a Espanha, o Brasil com a Bélgica, Portugal com a Argentina e a Alemanha com o Reino Unido.

Aqui saem da corrida a Argentina de Lionel Messi, o Reino Unido, a Espanha e a Bélgica.

As semifinais serão disputadas pelo Brasil e pela França, partida que será ganha pelo país latino-americano, Alemanha enfrentará Portugal e, ao vencer, vai jogar com o Brasil na final.

Mais:

Com goleada e bom desempenho, Brasil encontrou formação para estreia, diz comentarista
Ronaldo Fenômeno e Robbie Williams participarão da cerimônia de abertura da Copa (VÍDEOS)
'Abrimos ao mundo nosso país e nossos corações': Putin se dirige a visitantes da Copa
Tags:
macroeconomia, análise, previsão, Copa do Mundo de 2018, Goldman Sachs, FIFA, Alemanha, Brasil
Padrões da comunidadeDiscussão
Comentar no FacebookComentar na Sputnik