Pavlo Klimkin, ministro das Relações Exteriores da Ucrânia

Diplomacia da Ucrânia alerta cidadãos a não irem à Copa do Mundo da Rússia

© REUTERS / Yves Herman
Notícias sobre a Copa do Mundo 2018
URL curta
765

O Ministério de Relações Exteriores da Ucrânia recomendou aos cidadãos do país nesta terça-feira (15) que não vão à Copa do Mundo da FIFA de 2018, na Rússia.

"O Ministério de Relações Exteriores ucraniano pede insistentemente os cidadãos ucranianos não viajem à Federação da Rússia para a Copa do Mundo, que acontecerá entre 14 de junho e 15 de julho", disse o ministério em um comunicado afirmando que visitar a Rússia é uma séria ameaça à segurança pessoal.

Na segunda-feira (14), o ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Pavlo Klimkin, pediu aos ucranianos que permaneçam longe da Copa do Mundo na Rússia. 

O parlamentar russo Dmitry Svishchev disse que o apelo foi "tolo e ilegal", acrescentando que a Rússia receberá muito bem os torcedores ucranianos.

A primeira Copa do Mundo da FIFA realizada na Rússia está marcada para ocorrer entre 14 de junho e 15 de julho, tomando espaço em 11 cidades-sede: Moscou, São Petersburgo, Kaliningrado, Volgogrado, Kazan, Nizhny Novgorod, Samara, Saransk, Rostov-on-Don, Ekateriтburgo e Sochi.

A seleção de futebol da Ucrânia não se classificou para o torneio.

Mais:

Especialista: se evitar 'oba-oba', Brasil tem tudo para fazer uma Copa do Mundo excelente
Sai a lista de convocados da seleção brasileira para a Copa na Rússia
Daniel Alves está oficialmente fora da Copa do Mundo da Rússia
Copa do Mundo Rússia 2018: 89% dos ingressos já foram vendidos
Putin: atenção especial deve ser dada a questões de segurança durante Copa 2018
Tags:
Copa do Mundo Rússia 2018, Dmitry Svishchev, Rostov-on-Don, Saransk, Ekaterimburgo, Samara, Nizhny Novgorod, Kaliningrado, Volgogrado, Sochi, Kazan, São Petersburgo, Moscou, Ucrânia, Rússia
Padrões da comunidadeDiscussão
Comentar no FacebookComentar na Sputnik