Hulk antes do início da partida final da Copa das Confederações 2017 entre o Chile e a Alemanha

Hulk diz não estar decepcionado com sua falta na Copa 2018 e prognostica vencedor

© Sputnik / Vladimir Pesnya
Notícias sobre a Copa do Mundo 2018
URL curta
100

Um dos craques brasileiros mais famosos no exterior pelos seus músculos e habilidades excepcionais, Hulk conversou com a Sputnik sobre seu prognóstico para a Copa 2018 e se ficou decepcionado com o fato de não ter sido convocado à seleção pelo novo técnico, Tite.

Após o histórico "massacre" de 2014, com 7-1 contra a Alemanha, parece que o time canarinho finalmente se recuperou e está em busca de vingança. A expectativa dos brasileiros no torneio está bem alta, tanto entre a torcida quanto entre os especialistas. Hulk, por sua vez, também manifestou um prognóstico positivo.

"Com certeza, o Brasil tem chance. Quando se trata de Mundial, Brasil é um grande concorrente para ganhar. Mas, você sabe, no Mundial as seleções crescem, seleções como Argentina, Alemanha, Espanha, que também está muito bem. Eu acredito que possa ficar entre esses quatro — Brasil, Alemanha, Argentina ou Espanha", disse ele à Sputnik China.

Na sequência da derrota dolorosa, a seleção se transformou bastante, tanto na composição quanto na tática, especialmente graças ao novo técnico, o Tite. Hulk, porém, foi um daqueles que não foram convocados a defender sua bandeira nos campos da Copa 2018. Entretanto, o próprio craque assegura que não se sentiu ofendido.

"Eu acho que é opção do treinador. O Brasil tem muitos jogadores, eles têm que respeitar a decisão do treinador. Eu estou muito bem na China, estou fazendo meu melhor aqui. A temporada foi muito boa no ano passado aqui no clube, espero que este ano seja melhor. Mas é opção do treinador, temos que respeitar e torcer de longe", opinou.

Na conversa com a Sputnik, o jogador revelou que, caso algum dia volte à Rússia, certamente jogaria apenas no Zenit [clube russo de São Petersburgo onde Hulk jogou por 4 anos]. O jogador revelou também que nunca chegou a realmente aprender o idioma local por falta de prática e sua extrema dificuldade.

"Aprendi um pouco [de russo] no dia a dia, mas é muito difícil. Porque sempre tive tradutor lá, e você acaba relaxando. E os treinadores… Cheguei na Rússia, nunca peguei um treinador russo, falava sempre inglês. Cheguei aqui [na China], nunca peguei um treinador chinês, então é difícil aprender idioma local onde você não pratica”, resumiu.

Leia a primeira parte da entrevista da Sputnik com Hulk!

Mais:

Craques do time uruguaio elogiam sua sede de treinamentos para Copa 2018 na Rússia
Concorrência aos craques? Sochi quer ver dobro de crianças jogando futebol depois da Copa
Campo de treinamento da seleção brasileira na Copa está completamente pronto
Tags:
jogador, futebol, Copa do Mundo de 2018, Seleção Brasileira, Hulk, Espanha, Alemanha, China, Argentina, Rússia, Brasil
Padrões da comunidadeDiscussão
Comentar no FacebookComentar na Sputnik