11:43 24 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Temas
    • Last update: 11:40 24.07.2021
      11:06 21.07.2021

      Mundo vs. COVID-19 no final de julho de 2021

      No final de julho de 2021, os casos de novo coronavírus no mundo atingiram191,5 milhões. Os EUA, com 34 milhões de casos, a Índia com 31 milhões e o Brasil com 19 milhões continuam liderando a lista. Quanto a mortes, a COVID-19 já provocou 4,1 milhões de óbitos. O número de casos continua aumentando e todos os eventos exigem a observação de medidas de distanciamento social. Entretanto, as campanhas de vacinação avançam, com já quase quatro bilhões de doses de imunizantes aplicadas. A variante Delta, que primeiro surgiu na Índia, se torna a cepa predominante no mundo. Entretanto, os médicos falam sobre maior disseminação da doença e mudança nos sintomas dos infectados.

      Mundo vs. COVID-19 no final de julho de 2021
    • Last update: 09:53 23.07.2021
      11:06 21.07.2021

      Brasil contra coronavírus no final de julho de 2021

      No final de julho, o Brasil contabiliza 19,4 milhões de casos do novo coronavírus e 540 mil mortes. O país está no terceiro lugar no mundo pelo número de infecções e no segundo pelo número de óbitos. Entretanto, a média diária de mortes continua abaixo de 1.200 há meses. A variante Delta continua alastrando pelo país, com preocupações sobre sintomas mais graves e menor proteção das vacinas contra a cepa. Além disso, pelo menos mais uma variante apareceu no país após a Copa América, segundo estudos do Instituto Adolfo Lutz. A campanha de vacinação continua no país, com 34,9 milhões de brasileiros tendo completando a imunização. A vacinação está sendo feita com quatro imunizantes: CoronaVac da China, vacinas da Oxford/AstraZeneca, da Pfizer/BioNTech e Janssen. Em meados de julho, a Anvisa autorizou um estudo para avaliar a eficácia da terceira dose da vacina da AstraZeneca.

      Brasil contra coronavírus no final de julho de 2021
    • Last update: 17:43 20.07.2021
      11:50 11.07.2021

      Coronavírus no Brasil em meados de julho de 2021

      Em meados de julho o Brasil conta com 532 mil óbitos e 19 milhões de casos do SARS-CoV-2. A média móvel de infecções é a menor desde fevereiro, a média de óbitos representa uma queda nas últimas duas semanas e é a menor desde o início de março. Com quatro vacinas em uso – CoronaVac, Oxford/AstraZeneca, Pfizer/BioNTech e Janssen – mais de 30 milhões de pessoas já estão totalmente vacinadas com duas doses ou dose única de imunizante, o que corresponde a 14,36% da população; 83 milhões receberam uma dose, representando 39,44% da população. De 70% a 100% de casos no país são infecções com a variante Gama, encontrada pela primeira vez em Manaus. Entretanto, temendo a propagação da variante Delta, da Índia, que é mais transmissível, a Anvisa deu autorização à farmacêutica Pfizer para estudar a eficácia de aplicação de uma dose extra, que aumentaria significativamente a quantidade de anticorpos, para maior proteção contra a doença.

      Coronavírus no Brasil em meados de julho de 2021
    • Last update: 12:30 20.07.2021
      11:48 11.07.2021

      COVID-19 no mundo em meados de julho de 2021

      Em meados de julho no mundo foi ultrapassada a marca triste de quatro milhões de mortes pelo coronavírus. O número de casos detectados da infecção é superior a 186,5 milhões. EUA, Índia e Brasil continuam liderando pelo número de casos confirmados e óbitos. Cientistas continuam testado vacinas contra cepas mais contagiosas, como a Delta. Entretanto, enquanto na capital da Rússia foi lançado o programa de revacinação, a farmacêutica Pfizer planeja avisar as autoridades dos EUA sobre a necessidade de administração de uma terceira dose do imunizante, segundo informa mídia. Vários tipos de restrições continuam sendo aplicados em todos os países, como exigência de certificados de vacinação ou testes PCR negativos para entrada de turistas, acesso a restaurantes limitado e uso de máscaras.

      COVID-19 no mundo em meados de julho de 2021
    • Last update: 18:55 11.07.2021
      07:26 10.06.2021

      Eurocopa 2020

      UEFA EURO 2020 foi adiado para o ano 2021 devido à pandemia do coronavírus. Neste ano, o campeonato será realizado de 11 de junho a 11 de julho em 11 cidades: Amsterdã, Baku, Bucareste, Budapeste, Copenhague, Glasgow, Londres, Munique, Roma, São Petersburgo e Sevilha. No total, 22 seleções vão disputar a copa. Autoridades de países anfitriões do torneio introduziram restrições de transporte e exigências especiais para a entrada de torcedores. Em 23 de abril, a UEFA anunciou que torcedores serão permitidos nos jogos, mas na maioria das partidas, incluindo as de semifinais e final, a quantidade será limitada a 50% da capacidade do estádio. Cada cidade-anfitriã anunciou quantas pessoas poderão assistir aos jogos – de 25% a 100% da capacidade dos estádios. O campeonato será lançado na Itália, com jogo de abertura no Olímpico de Roma.

      Eurocopa 2020
    • Last update: 11:40 11.07.2021
      06:27 01.07.2021

      Coronavírus no mundo no início de julho de 2021

      O nível de infecção pelo coronavírus no mundo permanece alto. Até 1º de julho de 2021, no mundo foram reportados mais de 181 milhões de casos de coronavírus. Cerca de 3,9 milhões de pessoas morreram. Enquanto isso, segundo as contagens da Universidade Johns Hopkins, mais de 3 bilhões de doses de vacinas já foram aplicadas no mundo. Os EUA permanecem no primeiro lugar em termos de infecções e mortes por COVID-19 (tendo 33 milhões de casos e 604 mil óbitos, respectivamente). A Índia tem 30 milhões de casos e 398 mil mortes. Já o Brasil conta com 18 milhões de casos e 515 mil vítimas. A Organização Mundial da Saúde (OMS) se mostra especialmente preocupada com a propagação da nova estirpe indiana. A mutação Delta já foi encontrada em 96 países. Entretanto, a Islândia, com 87% dos moradores acima de 16 anos vacinados com pelo menos uma dose, tornou-se um dos primeiros países europeus a cancelar todas as restrições impostas pela pandemia.

      Coronavírus no mundo no início de julho de 2021
    • Last update: 06:43 11.07.2021
      07:26 10.06.2021

      Copa América 2021 no Brasil

      Neste ano, o torneio deveria ser realizado na Argentina e Colômbia. Entretanto, a Colômbia desistiu devido a distúrbios civis e a Argentina – devido a um aumento significativo de casos de COVID-19. Com o anúncio da CONMEBOL, o Brasil se tornou o país-anfitrião. As partidas serão realizadas em quatro cidades e cinco estádios – no Rio de Janeiro em Maracanã e Nilton Santos, em Brasília no estádio Mané Garrincha, em Goiânia no Estádio Olímpico e em Cuiabá na Arena Pantanal. O campeonato começa em 13 de junho com a partida de abertura entre Brasil e Venezuela no estádio Mané Garrincha e terá seu fim em 10 de julho com a final no emblemático Estádio do Maracanã.

      Copa América 2021 no Brasil
    • Last update: 16:47 10.07.2021
      15:24 01.07.2021

      SARS-CoV-2 no Brasil no início de julho de 2021

      O Brasil ainda lidera em termos de infecção e mortes pelo coronavírus no mundo. Até 1º de julho de 2021, no país foram registrados 18 milhões de casos da doença e 515 mil óbitos. Quanto à vacinação, a primeira dose de imunizante contra COVID-19 já foi aplicada em 72,5 milhões de pessoas, o que corresponde a 34,25% da população do país. Em meio a um quadro complicado no Brasil, o Ministério da Saúde resolveu suspender o contrato para a aquisição da vacina indiana Covaxin atrás do escândalo causado por possíveis violações em sua compra. A perigosa variante Delta, que causa preocupação da OMS, também foi detectada no Brasil.

      SARS-CoV-2 no Brasil no início de julho de 2021
    • Last update: 07:09 01.07.2021
      09:09 21.06.2021

      Mundo enfrentando SARS-CoV-2 no final de junho de 2021

      Segundo as estatísticas, o número de casos registrados do coronavírus no mundo até o final de junho de 2021 corresponde a 178,5 milhões. Em termos de contaminados e mortos, os EUA ainda seguem em primeiro lugar, com 33 milhões de casos confirmados e 601 mil mortos. A Índia tem 30 milhões de casos e 388 mil óbitos. O Brasil segue com 18 milhões de casos e 501 mil mortos. Enquanto isso, a China já vacinou mais de um bilhão de seus moradores. Na Rússia, a situação segue piorando, alegadamente devido à propagação da estripe indiana no país. Os organizadores dos Jogos Olímpicos em Tóquio resolveram deixar que espectadores assistam aos jogos, mas sem superar as 10 mil pessoas por recinto e sob condição de não ocuparem mais de 50% dos assentos.

      Mundo enfrentando SARS-CoV-2 no final de junho de 2021
    • Last update: 18:52 30.06.2021
      11:18 21.06.2021

      Brasil contra coronavírus no final de junho de 2021

      No final de junho o Brasil segue como um dos países mais afetados pelo coronavírus no mundo, tendo 18 milhões de casos confirmados da doença e uma triste marca de 501 mil mortos. Enquanto isso, o país alcançou 24,2 milhões de vacinados com duas doses contra a COVID-19, o que equivale a 11,47% da população. Ao menos uma dose foi aplicada a 63 milhões de pessoas (30% da população) Maioria dos estados relata ocupação crítica de leitos, com especialistas temendo possível deterioração da situação com propagação de novas mutações e início do inverno no Hemisfério Sul.

      Brasil contra coronavírus no final de junho de 2021
    • Last update: 10:34 21.06.2021
      11:16 11.06.2021

      Brasil vs. coronavírus em meados de junho de 2021

      Em meados de junho, o país contabiliza 48 mil óbitos e 17 milhões de casos do coronavírus. Mais preocupações são geradas no momento pela realização da Copa América no país em meio à plena pandemia. Em 10 de junho, o Supremo Tribunal Federal formou maioria na votação pela realização do campeonato, entretanto, ministros pediram aos governadores para que apresentem e depois cumpram o plano para prevenir a propagação da infecção e o aumento de casos durante o evento esportivo. Nesse mesmo dia, o presidente Jair Bolsonaro anunciou um "parecer visando desobrigar" o uso de proteção por pessoas vacinadas, preparado pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. Entretanto, no dia seguinte, o presidente declarou que cabe a prefeitos, governadores e ao próprio ministro decidir quanto ao uso de máscaras.

      Brasil vs. coronavírus em meados de junho de 2021
    • Last update: 07:51 21.06.2021
      11:14 11.06.2021

      COVID-19 no mundo em meados de junho de 2021

      Em meados de junho de 2021, o mundo contabiliza 174 milhões de casos do coronavírus SARS-CoV-2. Índia se aproxima a cada dia dos EUA pelo número de infecções, com 29 milhões de casos no país asiático e 33 milhões nos Estados Unidos. EUA também anunciaram que vão comprar 500 milhões de doses de vacinas contra o coronavírus para distribuir entre outros países. Os países do G7, no total, planejam doar um bilhão de doses no ano que vem, a decisão deve ser anunciada na cúpula dos líderes que decorre no Reino Unido. Há países que abrem suas fronteiras para pessoas vacinadas e há os que oferecem vacinação para turistas. Entretanto, a propagação de diferentes variantes, por exemplo, a da Índia no Reino Unido, gera preocupações e não permite anular medidas de distanciamento social.

      COVID-19 no mundo em meados de junho de 2021
    • Last update: 14:37 11.06.2021
      12:56 01.06.2021

      Brasil lidando com COVID-19 no início de junho de 2021

      No início de junho de 2021, o Brasil conta com 16,5 milhões de casos de infecção pelo coronavírus SARS-CoV-2 e com 462 mil mortes. O país tem 45,6 milhões de pessoas vacinadas com ao menos uma dose e o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou que o Brasil terá toda sua população imunizada até o fim do ano. Vacina CoronaVac, elaborada pelo laboratório chinês Sinovac em conjunto com Instituto Butantan, recebeu a aprovação para uso emergencial da Organização Mundial da Saúde. Há pouco, a Confederação Sul-Americana de Futebol anunciou que o Brasil sediará a Copa América. O presidente do país, Jair Bolsonaro, ao consultar os ministros, disse que o país realizará jogos do campeonato, mas devido à situação epidemiológica grave eles serão realizados sem torcedores.

      Brasil lidando com COVID-19 no início de junho de 2021
    • Last update: 08:38 11.06.2021
      10:22 21.05.2021

      Mundo em meio à pandemia da COVID-19 no fim de maio de 2021

      No fim de maio de 2021, depois de mais de um ano de pandemia, o mundo contabiliza 165 milhões de casos de COVID-19, com EUA, Índia e Brasil liderando o ranking. Sem contar nas mortes, que já totalizam 3,4 milhões. Europa começa a reabrir suas fronteiras para vacinados. A partir de julho, países europeus contarão com três certificados de COVID-19: confirmando vacinação, recuperação ou teste negativo. Entretanto, em outras partes do mundo a situação pandêmica é preocupante, como no Brasil, onde vacinação está fraquejando e mortes seguem em alta, e na Índia, que bate recordes de infecções e óbitos, tendo em conta também a propagação da cepa indiana. Mais de 1,5 bilhão de doses de vacinas já foi aplicada pelo mundo afora: há países com vacinação da população quase concluída – ao ponto de oferecer a turistas, e há os que enfrentam carência de doses. União Europeia anunciou que doará 100 milhões de doses de vacinas para nações pobres no fim de 2021, e a China comunicou já ter fornecido 300 milhões de doses, e espera continuar fornecendo.

      Mundo em meio à pandemia da COVID-19 no fim de maio de 2021
    • Last update: 11:16 10.06.2021
      12:55 01.06.2021

      Coronavírus no mundo no início de junho de 2021

      No início de junho de 2021, o mundo contabiliza 170 milhões de casos do novo coronavírus e 3,5 milhões de mortes, tendo também 1,9 bilhão de doses de vacinas administradas, segundo dados da Universidade Jonhs Hopkins. Entre os países com mais casos estão EUA, Índia e Brasil. Mas enquanto EUA avançam em seu programa de vacinação, na Índia a situação agrava-se pela presença de fungo preto, infecção de mucormicose encontrada em pacientes com COVID-19. Há países que começam a abrir pouco a pouco suas fronteiras para turistas, como Portugal. Há até quem declare que venceu a pandemia, como Israel, que já imunizou mais da metade da população.

      Coronavírus no mundo no início de junho de 2021
    • Last update: 20:21 31.05.2021
      13:19 21.05.2021

      Brasil vs. coronavírus no fim de maio de 2021

      No fim de maio, os dados sobre o coronavírus no Brasil continuam preocupantes. O país totalizou 15,8 milhões de casos e 444.391 óbitos, enquanto nova cepa indiana do vírus foi detectada no estado do Maranhão. Nas últimas semanas, segue em curso a CPI da Covid, que pretende averiguar a coordenação realizada pelo governo federal diante da pandemia. A cloroquina, medicamento amplamente difundido como eficaz no combate à COVID-19 pelo governo, teve seu uso condenado e descontinuado divulgado através do Ministério da Saúde. Quanto às vacinas, o laboratório União Química produziu o primeiro lote da vacina russa, Sputnik V, para exportação, mas informou que desistiu de realizar testes clínicos com o imunizante no país. A vacinação segue em ritmo lento, tendo apenas 9,54% da população recebido duas doses aplicadas.

      Brasil vs. coronavírus no fim de maio de 2021
    • Last update: 10:30 21.05.2021
      09:39 11.05.2021

      COVID-19 no mundo em meados de maio

      Até meados de maio de 2021, a situação com coronavírus no mundo permanece grave, mas mostra sinais de platô, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Conforme dados da Universidade John Hopkins, há quase 160 milhões de casos registrados no mundo. Os EUA lideram em termos de casos registrados (32,7 milhões) e mortes (582 mil). A Índia segue com o segundo maior número de casos registrados (23 milhões) e o terceiro em mortes (250 mil). Já o Brasil tem o terceiro maior número de casos (15 milhões) e o segundo de óbitos (423 mil). Enquanto a situação permanece especialmente grave na Índia, onde está circulando a estripe B.1.617, na Europa vários países têm aliviado restrições, como Reino Unido e Alemanha.

      COVID-19 no mundo em meados de maio
    • Last update: 22:31 20.05.2021
      10:18 11.05.2021

      COVID-19 no Brasil em meados de maio

      Em meados de maio, a situação com o coronavírus no Brasil continua agravante. O país totalizou 15 milhões de casos registrados (o terceiro maior número no mundo após os EUA e a Índia) e 423 mil mortes (o segundo maior número após os EUA). Enquanto isso, o país avança na imunização da população, tendo vacinado com a primeira dose pelo menos 35,9 milhões de pessoas, o que corresponde a 16,8% da população. Está em andamento o registro da Sputnik V. No momento, estão sendo usados os imunizantes CoronaVac, o de Oxford/AstraZeneca e o da Pfizer no Brasil.

      COVID-19 no Brasil em meados de maio
    • Last update: 09:34 11.05.2021
      17:34 01.05.2021

      Brasil enfrentando COVID-19 no início de maio de 2021

      No início de maio o país contabiliza 14,6 milhões de casos de infecção pelo novo coronavírus e 400 mil mortes e continua como o segundo país do mundo em ambos os números. No momento, o país está no centro de um escândalo sobre a aprovação da vacina russa Sputnik V. Após Anvisa rejeitar o pedido de importação emergencial do imunizante russo, o fabricante da Sputnik V declarou que a decisão do regulador poderia ter motivações políticas e disse que entraria com ação judicial contra Anvisa por difamação ao divulgar informações falsas sobre o imunizante. Quanto a outras vacinas, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária autorizou a Fiocruz a utilizar insumos produzidos no país para fabricação do imunizante da AstraZeneca/Oxford. No total, mais de 30 milhões de pessoas receberam a primeira dose da vacina contra COVID-19 no Brasil, o que corresponde a 15% da população, o número de pessoas que receberam a segunda dose é duas vezes menor.

      Brasil enfrentando COVID-19 no início de maio de 2021
    • Last update: 07:52 11.05.2021
      04:42 01.05.2021

      Mundo vs. pandemia do coronavírus no início de maio de 2021

      No início de maio de 2021 o mundo contabiliza 151 milhões de casos de infecção pelo novo coronavírus e 3,1 milhões de mortos. Desde a segunda metade de abril, a atenção da comunidade internacional está concentrada na Índia: no final de março foi descoberta no país uma nova cepa do SARS-CoV-2, com mutação dupla, que é considerada mais perigosa e contagiosa. Na última semana de abril, o país totalizou mais de dois milhões de casos de infecção e no último dia do mês bateu recorde de casos diários, detectando 400 mil novos casos de COVID-19. Entretanto, campanhas de vacinação continuam no mundo, acompanhadas com suspensões de uso de imunizantes em meio a debates sobre sua segurança, assim como a elaboração e aprovação de novos medicamentos.

      Mundo vs. pandemia do coronavírus no início de maio de 2021
    Mais