07:50 19 Junho 2021
Ouvir Rádio
    #SputnikExplica
    URL curta
    8143
    Nos siga no

    Nesta quarta-feira (9), a Assembleia Legislativa de El Salvador aprovou, com 62 votos a favor e 19 contra, a legalização do uso do bitcoin, que circulará juntamente ao dólar. A Sputnik explica em quais condições a criptomoeda será utilizada, bem como seus pontos positivos e negativos.

    No último final de semana, o presidente de El Salvador anunciou um plano para tornar o bitcoin uma das moedas reconhecidas por lei, ao lado do dólar norte-americano, atualmente o dinheiro oficial no país.

    Para esclarecer os pontos mais importantes da decisão de El Salvador, bem como suas expectativas, a Sputnik Brasil consultou Claudio Felisoni de Angelo, presidente do Ibevar e professor titular da USP.

    El Slavador, o 1º país a reconhecer bitcoin como moeda de troca legal

    Nayib Bukele, presidente de El Salvador, já havia anunciado que o país reconheceria legalmente o uso da criptomoeda bitcoin, e com a aprovação anunciada nesta quarta-feira o país se tornou o primeiro do mundo a adotar formalmente a moeda digital.

    Desta forma, o bitcoin poderá ser utilizado para transações juntamente com o dólar americano, que é a moeda oficial de El Salvador. Com isso, os salvadorenhos que vivem no exterior poderão enviar dinheiro aos amigos e familiares no país de forma mais fácil.

    Vale ressaltar que a economia de El Salvador é fortemente dependente de remessas de dinheiro enviadas de outras partes do mundo, que representam aproximadamente 20% do Produto Interno Bruto (PIB) do país.

    Para Claudio Felisoni de Angelo, presidente do Ibevar e professor titular da USP, há uma certa tendência de que os Estados adotem as moedas digitais emitidas pelos seus próprios bancos centrais, contudo a adoção do bitcoin como moeda oficial não é uma tendência.

    "É uma tendência as moedas digitais, já que os Estados possuem interesse em adotá-las, mas não a adoção de uma moeda como o bitcoin, pois não está sob o controle do Estado", afirmou.

    O especialista fez questão ainda de ressaltar que o movimento realizado por El Salvador seria similar ao realizado pela Argentina na década de noventa, com a dolarização da economia, resultando na perda total da capacidade argentina de gerenciar sua política monetária.

    "Isso é a mesma coisa que aconteceu com a Argentina, por exemplo, quando ela dolarizou a economia. Quando você transfere da sua moeda para uma outra, você perde a capacidade de gerenciar a política monetária, contudo isso não ocorre se o emissor disto é o próprio Estado", explicou.

    Bitcoin, um investimento de alto risco?

    Com a adoção do bitcoin como moeda oficial, o presidente salvadorenho busca encorajar os investimentos estrangeiros no país.

    Nayib Bukele acredita que, se apenas 1% do bitcoin mundial fosse investido no país, seu PIB seria elevado em 25%.

    Ao ser questionado sobre o assunto, Claudio Felisoni de Angelo afirmou que a utilização do bitcoin pode ser um investimento de alto risco para El Salvador, pois o país perde o controle sobre a emissão de moeda e, consequentemente, sobre sua política monetária e fiscal.

    "Aparentemente eles [as autoridades de El Salvador] estão abrindo mão de sua política monetária [...] Até porque a quantidade de bitcoin que será colocada no mercado é absolutamente independente do que está acontecendo naquela economia", ressaltou.

    Além disso, as criptomoedas representam riscos devido ao fato de serem muito voláteis e arriscadas para que possam cumprir suas funções de dinheiro.

    Bitcoin pode substituir dólar?

    O especialista também comentou sobre a possibilidade de a moeda digital substituir o dólar norte-americano.

    "Eu acho possível que os EUA e outros países venham a adotar ao longo do tempo uma moeda digital, e esta moeda poderia substituir o dólar", afirmou, ressaltando que a moeda não seria diferente do atual dólar, já que seria emitida pelo próprio Banco Central do país, sendo que a única diferença seria o fato de ser digital, contudo, estaria sob o controle do governo.

    A lei adotada por El Salvador afirma que, para "fins contábeis", o dólar americano será utilizado como "moeda de referência", e destaca que "todas as obrigações em dinheiro expressas em dólares, existentes antes da data de entrada em vigor da presente lei, poderão ser pagas em bitcoin".

    Quais benefícios El Salvador espera obter com bitcoin?

    De acordo com o presidente salvadorenho, entre os aspectos que podem melhorar com o uso do bitcoin está o envio de remessas por parte dos salvadorenhos que moram no exterior.

    Além disso, ele garante que a moeda digital é a forma de crescimento mais rápida para transferir os bilhões de dólares em remessas e evitar que a quantia seja perdida com intermediários.

    O presidente também acredita que a moeda gerará empregos e dará inclusão financeira a milhares de pessoas fora da economia formal.

    "Esta é uma lei que colocará El Salvador no radar do mundo, seremos mais atrativos para os investimentos estrangeiros", afirmou o deputado Romeo Auerbach, do partido Grande Aliança pela Unidade Nacional (GANA), também aliado de Bukele.

    As opiniões expressas nesta matéria podem não necessariamente coincidir com as da redação da Sputnik

    Mais:

    Bitcoin em US$ 50 mil: o que há de mistério sobre a criação da criptomoeda?
    Valorização do bitcoin pode estar aumentando interesse no yuan digital, diz Banco Popular da China
    Como bitcoin poderia ser afetado ante crescimento do yuan digital chinês?
    Tags:
    El Salvador, bitcoin, moeda virtual, criptomoedas, criptomoeda, moedas, moeda
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar