10:21 24 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Supermercado nos EUA

    OGM – comida para Terceiro Mundo ou salvamento da humanidade?

    © flickr.com/ U.S. Department of Agriculture
    #SputnikExplica
    URL curta
    241

    As numerosas pesquisas de opinião pública mostram que a maioria de pessoas no mundo não é competente em questões de biotecnologia.

    Os debates sobre produtos OGM (principalmente sobre produtos alimentícios geneticamente modificados), seus efeitos no ser humano e no ambiente, decorrem há muitos anos sem chegarem a uma conclusão. A opinião pública sobre esta questão geralmente é formada pela mídia que, por sua vez, frequentemente publica matérias muito politizadas.

    A agência Sputnik tenta recolher diferentes versões, mas é você quem decide se os produtos OGM são um meio para moderar a superpopulação ou uma verdadeira ajuda para salvar a humanidade da fome.

    OGM levam à infertilidade

    A mídia internacional publica frequentemente matérias com essas manchetes provocantes. Mas, na maioria dos casos, os próprios editores não sabem a diferença entre modificação genética e uso de pesticidas ou herbicidas. Os efeitos negativos de pesticidas são conhecidos para a comunidade científica e realmente, em caso de consumo excessivo, podem levar à infertilidade (uma pesquisa da Escola de Saúde Pública de Boston mostra que os pesticidas em frutos reduzem significativamente a quantidade de espermatozoides). Mas isto não se refere aos OGM.

    Mostra reúne documentários e ficções que abordam os mais diferentes aspectos das ciências, da biologia marinha até a física nuclear
    © AFP 2018 / EUROPEAN SOUTHERN OBSERVATORY - M. KORNMESSER
    Defensores dos OGM

    Os produtos geneticamente modificados dão lucros enormes para os produtores. Além disso, OGM dão possibilidade aumentar muitas vezes a safra, garantir o sabor, o aspecto necessário do produto, bem como a resistência a parasitos.

    Neste contexto, devemos mencionar a empresa multinacional Monsanto, líder mundial em biotecnologia de vegetais. Esta companhia faz muitas vezes lobby no governo dos EUA e muitos outros países para colocar no mercado seus produtos geneticamente modificados em condições iguais às dos produtos naturais. Mas parece que nem todos os problemas foram causados pela opinião pública, nem pelo verdadeiro dano que pode ser causado pelos OGM.

    A ex-consultora científica principal do Conselho da Europa e biologista molecular Anna Glover foi afastada de seu cargo por causa de declarações duras que fez contra adversários dos OGM. Ela declarou que eles “sofrem ume espécie de alienação mental”.

    No ano de 2016, mais de 100 laureados do prêmio Nobel (incluindo biologistas e médicos) enviaram uma carta para a Greenpeace, a ONU e aos governos de todo o mundo com um apelo para se deixar de lutar contra os OGM.

    Atitude de instituições religiosas perante os OGM

    A União de Judaísmo Ortodoxo, as comunidades islâmicas e a Igreja Católica não se pronunciam contra os OGM, dizendo que estes produtos são kasher, halal e podem resolver o problema global da fome.

    Em quem acreditar?

    Não é possível ignorar a enorme quantidade de matérias sobre danos dos OGM. Mesmo os governos de muitos países (principalmente europeus) aprovam leis correspondentes para conter a disseminação de OGM por causa da pressão pública. Estas disposições não podem surgir do vazio, mas devemos mencionar que não existe nenhuma prova cientifica sobre prejuízos provocados por organismos geneticamente modificados que seja reconhecida pela comunidade cientifica internacional.

    Mais:

    Americanos ficarão em ‘escuridão’ relativamente a produtos OGM
    Cientistas descobrem genes zumbi
    Terremotos em Marte podem ser chave para vida, afirmam cientistas
    Cientistas desejam procurar irmã gêmea da Terra
    Tags:
    ecologia, ameaça, ciência, biotecnologia, OGM, ONU, Mundo, América Latina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik