14:07 08 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Sociedade
    URL curta
    Pandemia de COVID-19 no mundo em meados de março de 2021 (83)
    0 40
    Nos siga no

    A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendou nesta sexta-feira (12) a vacina contra o coronavírus da farmacêutica da Johnson & Johnson (J&J) para uso emergencial.

    O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, informou que o consórcio internacional para aquisição de vacinas, COVAX Facility, já adquiriu 500 milhões de doses do imunizante da Johnson & Johnson.

    "A Organização Mundial da Saúde listou hoje a vacina contra a COVID-19 Ad26.COV2.S, desenvolvida pela Janssen [Johnson & Johnson], para uso emergencial em todos os países e para implantação da COVAX. A decisão surge no contexto da autorização da Agência Europeia de Medicamentos, que foi anunciada ontem", diz o comunicado.

    A vacina da Johnson & Johnson é a primeira vacina de dose única recomendada para uso emergencial. O imunizante é o quarto aprovado pela OMS para uso de emergência. 

    De acordo com a OMS, extensos dados de ensaios clínicos em grande escala fornecidos pela empresa também mostram que a vacina é eficaz para os idosos.

    Tema:
    Pandemia de COVID-19 no mundo em meados de março de 2021 (83)

    Mais:

    'Catástrofe' fez Anvisa liberar importação de vacinas sem registro, diz especialista
    Vacina da Novavax tem 96,4% de eficácia contra o novo coronavírus
    COVID-19: 30 milhões de doses de vacina estão estocadas nos EUA podendo estragar, afirma NYT
    Anvisa aprova medicamento Remdesivir contra a COVID-19 e o uso definitivo da vacina de Oxford
    Tags:
    pandemia, vacinação, vacina, Johnson e Johnson, Johnson & Johnson, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar