12:40 28 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Sociedade
    URL curta
    171
    Nos siga no

    Foi demitido o funcionário da funerária responsável pelo velório do ex-jogador Diego Maradona que tirou uma foto ao lado do caixão com o corpo do astro, enterrado nesta quinta-feira (26) na Grande Buenos Aires.

    A imagem mórbida de Diego Molina, chefe de segurança da empresa, fazendo sinal de positivo enquanto põe a mão sobre a cabeça do ídolo argentino ganhou as redes sociais nesta manhã. 

    De acordo com o portal BigBang, a própria administração da funerária entrou em contato com Claudia Villafañe, ex-mulher de Maradona, para pedir desculpas à família pelo incidente e informar que tinha tomado medidas contra o empregado.

    O advogado do ex-atleta, Matías Morla, classificou a selfie como um "ato de covardia" e disse que os responsáveis pagariam por isso. 

    ​Diego Molina é o canalha que tirou uma foto junto ao caixão de Diego Maradona. Pela memória do meu amigo, não vou descansar até que pague por tal aberração.

    O Club Atlético Argentinos Juniors, do qual Molina é sócio, informou que levou ao tribunal disciplinar, por decisão unânime do conselho administrativo, um pedido de expulsão da "pessoa que se fotografou junto ao caixão de Diego Armando Maradona".

    Mais:

    O que dizia Maradona sobre sua própria morte
    Advogado requer investigação sobre atraso na resposta do serviço de emergência a Maradona
    Velório de Maradona é suspenso em meio a tumultos na Argentina
    Tags:
    Maradona, Diego Maradona, velório, selfie, funeral, futebol, Argentina, Buenos Aires, funcionários, foto
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar