18:34 27 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Sociedade
    URL curta
    2101
    Nos siga no

    Parte de uma coleção privada europeia, a moeda de ouro está em perfeitas condições e será leiloada em 29 de outubro pela Roma Numismatics, uma casa de leilões de moedas antigas.

    A moeda romana extremamente rara foi cunhada para assinalar o assassinato de Júlio César e pode valer milhões de dólares, segundo dizem especialistas.

    "Ela foi cunhada em 42 a.C., dois anos após o famoso assassinato, e é uma das moedas mais importantes e valiosas do mundo antigo", disse Mark Salzberg, presidente da Numismatic Guaranty Corporation – um serviço internacional de avaliação de moedas, que confirmou a autenticidade do artefato, escreve a Fox News.

    'Moeda do Assassinato' de Júlio César de 2.000 anos a ser vendida em leilão.

    Conforme disse, "o anverso tem um retrato de Marco Júnio Bruto, um dos assassinos de César, e o reverso exibe duas adagas e as palavras EID MAR, uma abreviatura latina para Eidibus Martiis [Idos de Março, 15 de março de 44 a.C., o dia do assassinato]".

    "Segundo uma estimativa conservadora pré-leilão, o seu valor é de aproximadamente 500.000 libras esterlinas [cerca de R$ 3.607 milhões], mas, tendo em consideração a raridade, o trabalho artístico e a lenda da moeda na história, não ficaria surpreendido se ela fosse vendida por vários milhões", disse Salzberg em comunicado.

    A empresa de avaliação de moedas antigas explicou que são conhecidas cerca de 100 moedas com inscrições EID MAR cunhadas em prata, porém este exemplar é apenas o terceiro conhecido feito em ouro.

    Mais:

    Raro tesouro de mais de 1.000 anos é encontrado em Israel (FOTO)
    Crianças enterradas no século XVI encontradas com moedas dentro da boca na Polônia (FOTO)
    República Tcheca encontra um dos seus maiores tesouros de moedas de ouro e prata (FOTOS)
    Tags:
    Reino Unido, Império Romano, Imperador romano, leilão, moeda, Júlio César, artefato, ouro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar